segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

EMPRÉSTIMO CONSIGNADO PARA SERVIDORES PÚBLICO

JÁ O SEU EMPRÉSTIMO AQUI! 

DAVID (31) 99707-9929 

Whatsapp (31) 98990-6764


Restrição a pessoas tatuadas em edital de concurso é inconstitucional, decide o Supremo Tribunal Federal.

A imagem pode conter: texto

Saiba mais sobre a decisão do STFhttp://bit.ly/2bMwFJ9
E aqui o parecer da Procuradoria-Geral da República http://bit.ly/2bByV1u

REFLEXÃO!

Sistema Prisional Norte Mineiro



Uma nostalgia em véspera de CARNAVAL, porém, nossos colegas cabisbaixos sem perspectivas de um futuro próximo...

Nossa LEI ORGÂNICA na gaveta, às vezes, usada em manobras POLÍTICAS, mas, 2018 está chegando, será se vamos ELEGER os mesmos facinoras?...

Sistema Prisional de Montes Claros - aparentemente desmotivado pelos constantes incidentes, ameaças e ilusões... Será se estamos de MAL a PIOR?...

Enfim, a partir de agora os ABUTRES irão aparecer com falácias, DEMAGOGIAS e propostas surreal para a categoria nos 45 minutos do segundo tempo e o árbitro com o apito na boca...

Concluímos que os PSEUDOS políticos tentaram persuadir, manipular e camuflar o cenário real, então, não vamos bajular canalhas oportunistas, vamos USAR a melhor arma que CONFERE ao cidadão QUE é o VOTO para excomungarmos esses VERMES.

SISTEMA PRISIONAL está sem LEI ORGÂNICA, pois, os métodos atuais deturpam a meritocracia é a ascensão da CARREIRA. Ora, 100 aposentadoria especial, equiparação das promoções e progressões, plano de carreira e reconhecimento profissional...


#FECHADO-COM-O-SINDASPMG#

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

STF decide que presos em celas superlotadas devem receber indenização


BRASÍLIA – O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira que presos em estabelecimentos superlotados têm direito a receber indenização da administração pública. A decisão foi tomada por sete votos a três e tem repercussão geral – ou seja, juízes de todo o país precisam aplicar esse mesmo entendimento em processos sobre o assunto. O valor da indenização a ser paga será fixado pela Justiça, dependendo do caso específico. No julgamento, o ministro Celso de Mello, o mais antigo integrante do tribunal, protestou contra a negligência do poder público em relação ao sistema carcerário.

Fonte: Globo

     
 Opinião do blogueiro- Uma decisão no mínimo polêmica. No Brasil, as vítimas de criminosos e seus parentes não fazem jus a indenização do Estado, se é dever do Estado a segurança e ele falha, deveriam ser indenizado. Milhares de brasileiros morrem diariamente nas filas de hospitais e raramente são indenizadas, quão menos discutido pela Corte.  Entretanto, o principio é humanizar, não indenizar, tendo um partindo cabe aplicar efetivamente os fundos destinados aos presídios, obrigue os governos humanizar os presídios dando estrutura e antes, valorizar a educação deste país. O problema não é o necessariamente o sistema prisional, mas ausência de valores, social, alta cultura e educação - Marcelo Augusto

BOLSONARO QUER O FIM DO IPVA: CARRO NÃO É PATRIMÔNIO. ASSINE A PETIÇÃO

Compartilhe e assina a petição contra o IPVA



Donos de carros começaram a pagar o odiado imposto sobre a propriedade de veículos automotores, o IPVA.
Esse é o momento de colocar a mão do bolso e devolver ao governo por aquilo que ele não fez. Para variar, recomeça a discussão: se carro não é um patrimônio, mas apenas um bem de consumo – como o pão, o smartphone ou sua jaqueta jeans -, por que o Estado nos cobra um imposto sobre propriedade, e ainda mais anualmente?
Assine a Petição contra o IPVA
O site Avaaz (https://goo.gl/oy6NoP) vem, há algum tempo, independentemente das questões legais, debatendo o assunto. E pede o fim da tungada financeira a partir de vários argumentos (veja abaixo). Até esta sexta-feira, 222 mil pessoas já haviam assinado a petição on-line.
Nem é preciso lembrar que temos um pacote de tributos (taxas e impostos) difícil de carregar ano a ano. A própria Receita Federal estima que a tal carga tributária brasileira seja de 1/3 do PIB (a soma de todas as riquezas que produzimos). Em 2015, para ser mais direto, subiu para 32,66% (uns R$ 2 trilhões, mais ou menos).
Pois, bem: e os serviços prestados pelo Estado? As estradas estão sendo privatizadas (cobrando-nos pedágio) e ai de quem cair num buraco, pois ninguém assume facilmente essas responsabilidades.
Os proponentes da petição no Avaaz (conhecida rede global de ativistas) lembram, também, que o preço dos automóveis embute em média 49% de tributos entre o IPI, ICMS, IPVA, PIS, Licenciamento e por aí vai.
E mais: quem compra um carro paga ainda outros tributos, como o cobrado no combustível ou nas peças.
Há questionamentos, ainda, sobre o que pode ser tributado. No caso, renda, patrimônio ou consumo. Os carros, por sua vez, já são também tributados com ICMS e com IPI – afinal, são são bens de consumo (mercadorias, no caso do ICMS; produtos industrializados, com IPI).
Sendo tributados como bens de consumo (ainda que duráveis) não podem sofrer tributação do IPVA como se fossem patrimônio, pois o objeto de tributação ou é bem de consumo ou não.

SOCIEDADE MONTESCLARENSE RECONHECE O VALOR DA POLÍCIA MUNICIPAL E MILITAR NA INTEGRAÇÃO DAS FORÇAS DE SEGURANÇA NO COMBATE AO CRIME ORGANIZADO QUE SE INSTALOU E ATERRORIZA MONTES CLAROS

Um aparato de SEGURANÇA mobiliza cerca de 300 componentes da POLÍCIA MILITAR MG e Guarda Municipal de Montes Claros, os operadores da SEGURANÇA estão neste momento começando operação de proteção aos ônibus de transporte coletivo da cidade. 

Diversas viaturas e policiais a paisana participam da MEGA operação de RESPOSTA ao CRIME ORGANIZADO! 




quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Melhorias são cobradas em unidades penitenciárias de Juiz de Fora

Representantes do sindicato dos agentes visitaram complexo nesta terça (14).
Seap informou que está chamando aprovados em concurso de 2013.

Número de presos é 287,3% maior que a capacidade no Ceresp em MG (Foto: Reprodução/TV Integração)


Representantes do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária (Sindasp) do Estado de Minas Gerais realizaram nesta terça-feira (14) uma inspeção em unidades prisionais de Juiz de Fora. Ao final da visita, eles cobram a nomeação de mais agentes e melhoria nas condições de trabalho.

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) informou, em nota, que os agentes aprovados em concurso estão sendo nomeados de forma escalonada. No entanto, não deu nenhuma previsão para nova chamada na cidade.
Atualmente, Juiz de Fora possui cerca de quatro mil detentos e 750 agentes penitenciários. Para o diretor executivo do sindicato dos agente, Fábio Carlos Gomes, o número representa menos da metade do que seria necessário para trabalhar com segurança.  Ele cobrou a nomeação de centenas de agentes aprovados no último concurso público, em 2013.
“Está com défcit muito grande de funcionários e com a carga horária muito pesada. Os agentes cumpriam uma escala de 12h de trabalho por 48h de folga e agora estão fazendo 24h por 72h de folga. O governo vem fracionando a nomeação dos concursados alegando falta de verba, mas tem que cumprir com essa demanda das unidades prisionais de Juiz de Fora”, disse.
No relatório dos representantes dos agentes, que será enviado ao estado, constam ainda falta de armamento, munições, viaturas, rádios de comunicação e coletes a prova de balas usados pelos profissionais.
A Comissão de Direito Criminal e Assuntos Prisionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanhou a inspeção e confirmou a impressão do Sindasp. “Realmente, as instalações são precárias e o volume de presos é muito grande”, afirmou o presidente da pasta, Noslen Toledo.
FONTE: G1