sexta-feira, 29 de abril de 2016

Granada é encontrada em área externa de penitenciária de Guarulhos

13120610 854943624611684 890370566 o

Detentos do regime semi-aberto encontraram nesta quinta-feira(28/04) uma granada em um terreno dentro das dependências da Penitenciária José Parada Neto, no bairro Várzea do Palácio, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. As informações são da Polícia Civil.
Os presos, que faziam o serviço de capina do local, uma área externa à muralha, comunicaram o fato aos agentes penitenciários, que por sua vez acionaram a Polícia Civil.
De acordo com informações da 8ª Delegacia de Polícia Civil do Jardim Nova Cumbica, que investiga o caso, a bomba já estava enferrujada e aparentemente tinha sido jogada no local há muito tempo.
Para minimizar qualquer risco, a granada foi neutralizada por uma equipe da 4ª Companhia de Choque da Polícia Militar. Ninguém ficou ferido. 
A assessoria de imprensa da Secretaria de Administração Penitenciária(SAP) disse que o artefato explosivo estava "em área externa da unidade, rente à calçada pública, próximo ao alambrado que separa a penitenciária da rua Benedito Climério de Santana".
A pasta também informou que apesar do susto a unidade opera normalmente, "dentro dos padrões de disciplina e segurança da SAP".

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Categoria cobra punição severa para agressões a agentes penitenciários

Agentes penitenciários se reuniram na tarde desta quinta-feira (28), em Presidente Prudente (Foto: Heloise Hamada/G1)

Agentes penitenciários fizeram uma manifestação no Centro de Presidente Prudente na tarde desta quinta-feira (28) para chamar a atenção da população para as agressões sofridas pelos funcionários da categoria dentro das unidades prisionais do Estado de São Paulo.
Com faixas e palavras de ordem, os manifestantes relataram algumas situações ocorridas durante o trabalho.
“Os agentes se mobilizaram e decidiram fazer este ato em Presidente Prudente. Queremos chamar a atenção da sociedade para as agressões sofridas nas unidades. Alguns colegas chegam a ser espancados, enquanto outros perdem a vida no trajeto até o trabalho ou na porta de casa”, salientou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Penitenciário Paulista (Sindcop), Gilson Pimentel Barreto, que atua como agente há 25 anos.
Ele comentou que as agressões, na maioria das vezes, ocorrem no momento de soltura e tranca dos detentos, já que nem todas as unidades são automatizadas. O ato ainda relembrou os dez anos da morte de pelo menos 20 agentes penitenciários durante rebeliões e atos de violência no Estado de São Paulo, em 2006, conforme informou o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de São Paulo (Sindasp).
Já o coordenador regional do Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (Sifuspesp), James Douglas Passianoto, lembrou que as agressões físicas são graves, porém, as psicológicas também causam danos.
“A psicológica é pior do que a física, pois é diária. Eles ameaçam você e sua família. Muitas vezes quem sente essas consequência é a família, que vê que a pessoa está mais agressiva, começa a sofrer com insônia ou tem mudança da personalidade”, disse.
Ainda segundo Passianoto, um dos pedidos dos agentes é para que os detentos que praticarem algum tipo de agressão aos servidores sejam punidos, inclusive, com encaminhamento ao Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), que funciona no Centro de Readaptação Penitenciária (CRP), em Presidente Bernardes.
“Quem decide quem vai para o RDD é a Justiça. Mas o que ocorre atualmente é que as diretorias dos presídios não consideram alguns tipos de agressão, acham que não vale a pena encaminhar essas ocorrências de agressão para o juiz apreciar”, relatou Passianoto.
Outras reivindicações dos agentes são a instalação de scanners corporais para evitar a entrada de materiais ilícitos, a automação de todas as unidades para dar mais segurança aos servidores, a implantação de um RDD feminino e a criação de um hospital de custódia por coordenadoria. “Aqui em Presidente Prudente os presos são encaminhados para a Santa Casa ou para o Hospital Regional e acabam tirando vaga dos cidadãos”, salientou o coordenador do Sifuspesp.
Os sindicatos que representam a categoria redigiram um documento, que deve ser protocolado no Fórum de Presidente Prudente. Além dos pedidos citados, solicitam da Justiça que a lei que torna crime hediondo as ações cometidas contra os agentes públicos da área de segurança e seus familiares seja amplamente divulgada e que as autoridades cumpram com vigor a norma. Em todas as vezes em que houver agressão aos funcionários, eles ainda querem que o juiz faça o encaminhamento dos detentos agressores ao RDD.
Tapas na cabeça
Uma agente penitenciária, que preferiu não ser identificada, contou ao G1 que sofreu agressões há cerca de um ano e meio. “Estava acompanhando uma detenta para a enfermaria e ela tentou escapar, mas saiu correndo para trancar o portão e, como eu estava na frente, levei tapas na cabeça e puxões de cabelo. Apesar disso, ela não foi punida”, disse.

A servidora também comentou que a falta de punição acaba fortalecendo os detentos. “Eles acham que podem fazer o que quiserem, pois não acontece nada. Aqui fora, eles são vistos como sujeitos sem valor, mas lá dentro quem acaba não tendo valor somos nós”, desabafou a funcionária.
Os manifestantes ainda aproveitaram a presença, em Presidente Prudente, da Comissão de Segurança Pública e Assuntos Penitenciários, da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e se dirigiram até o aeroporto do município, último local por onde os membros do grupo passaram antes de voltarem para São Paulo. Acompanhados do secretário da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, Lourival Gomes, os deputados estaduais visitaram nesta quinta-feira (28) os presídios de Presidente Bernardes e Presidente Venceslau.
Outro lado
Por meio de nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou que “pune rigorosamente" todos os presos que estejam envolvidos em agressão a funcionários. “Eles são transferidos para cumprimento de sanção disciplinar e a pasta também solicita ao Poder Judiciário a internação dos agressores no Regime Disciplinar Diferenciado [RDD] por um prazo de 360 dias”, explicou a SAP.

Foi informado ainda que o sistema penitenciário do Estado de São Paulo é o “único do país que possui um Centro de Readaptação Penitenciária, para internação de presos no RDD”. “Atualmente, já existe o RDD feminino na mesma unidade, em uma ala separada”, salientou.
A Secretaria de Administração Penitenciária destacou que já concluiu a automação das portas das celas de 51 presídios e três alas de detenção provisória, sendo que outras 11 estão em fase de automatização. “A pretensão da secretaria é a de automatizar as portas das celas de todas as penitenciárias e de todos os Centros de Detenção Provisória do Estado. Já está prevista a automatização das portas de celas de outras 13 prisões”, destacou a pasta estadual.
A SAP afirmou que, com a automação das portas, evita-se o contato entre funcionários e presos na abertura e fechamento das celas, “dando mais segurança ao trabalho dos agentes”. A secretaria pontuou também que todas as unidades penais do Estado de São Paulo estão equipadas com aparelhos de Raio-X, de menor e maior porte, detectores de metal de alta sensibilidade - portal e banquinho -, para coibir a entrada de armas, serras, celulares e “qualquer outro material que possa oferecer risco à segurança e disciplina das prisões”.
“Com relação às mortes de funcionários, o secretário Lourival Gomes está empenhado pessoalmente no acompanhamento de todas as investigações da polícia”, finalizou a SAP.
FONTE:G1

Após confirmação de envenenamento, agentes penitenciários denunciam precariedade

Além disso, contam o clima de tensão e medo que estão passando dese o início da "queima" de ônibus na Capital

Foto: Alessandra Carvalho
Foto: Alessandra Carvalho



Aproximadamente 20 agentes penitenciários fizeram um protesto em frente ao Hospital El Kadri em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (20). Eles denunciam a situação precária dos presídios de Mato Grosso do Sul, além do clima de tensão e medo que estão passando desde o início da “queima” de ônibus na Capital.

Nesta manhã, cinco agentes foram intoxicados com chumbinho, veneno de rato, durante o café da manhã. Quatro deles foram levados para o hospital particular, onde um está em estado grave; o quinto está internado na Santa Casa.

“A situação é de abandono! São dois agentes por pavilhão, só no 1 e no 2 há cerca de mil presos. Os detentos estão revoltados com a superlotação e é quase impossível controlar a circulação de celulares, drogas, bebidas alcoólicas”, denunciou um agente, que preferiu não se identificar para não sofrer represarias.  

O vice-presidente da Sinsap (Sindicato dos Servidores Administrativos Penitenciários), Lorival Mota, diz que a situação dos presídios em todos Mato Grosso do Sul é assustadora. “É assustador o número de presos em somente uma cela. O governo promete contratar mais 432 agentes, sendo que o suficiente seria 1700. Recentemente deve ocorrer a inauguração de mais um presídio, mas o numero de agentes continua defasado, o correto seria três a cinco para cada presidiário”, desabafou.

Dos agentes que ingeriram o chumbinho, três devem receber alta médica amanhã, o que está na Santa Casa ainda hoje e o que está em situação mais grave segue internado.

FONTE: http://www.topmidianews.com.br/policia/noticia/apos-envenenamento-agentes-penitenciarios-denunciam-precariedade

CERESP GAMELEIRA PEDE SOCORRO: falta de segurança, superlotação e ameaças

O Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) do Bairro Gameleira foi alvo de tiros por volta das 2 horas da madrugada de hoje. Este é mais um reflexo da falta de segurança nas unidades penitenciárias e da consequente vulnerabilidade ao qual os agentes estão expostos.


MILITARES SERÃO HOMENAGEADOS POR ATO DE BRAVURA EM MONTES CLAROS.



A Câmara Municipal de Montes Claros, através do requerimento Nº 10/2016, da autoria do Vereador Oliveira Lêga do partido Democratas, aprovou o ato de coragem e profissionalismo dos (60) militares que participaram da Operação Cavalo de Tróia,no Município de Itacambira, no último dia, (08.04),quando os militares conseguiram impedir a tentativa de arrombamento a agência dos correios na cidade Itacambira.
Segundo o vereador Lega, que também é militar, em entrevista exclusiva, ao blog Jornalismo Imparcial, nesta quarta feira (27), enfatizou que é importante, esses homens serem condecorados, pelo seu ato de bravura e profissionalismo, pois esses militares, deram uma resposta positiva a sociedade, refém de uma quadrilha de criminosos oriundos da nossa cidade.
A quadrilha, que estava com um arsenal de armas, tinha a intenção de amendrontar toda a população durante a conclusão dos seus cruéis objetivos.
A eficiente Operação policial, deixou toda a população de Itacambira e demais cidades, com sentimento de segurança e gratidão à Polícia Militar de Montes Claros.
A Reunião Especial (data a definir) foi muito bem recebida, pela a sociedade de modo geral, que enalteceu, atitudes como estas, em favor dos militares anônimos.
Por Diana Maia

PREZADOS COLEGAS DO SISTEMA PRISIONAL DE MONTES CLAROS E NORTE DE MINAS



Percebemos e visualizamos no dia a dia duras críticas a nossa ENTIDADE SINDASP/MG, mas, às vezes, criticar é fácil se não conhecemos a sua essência?...

Essência essa que se vincula a posição natural do perfil Brasileiro..."alguém que se acomoda" nessa trajetória podemos perceber que muitas das vezes em silêncio, alguém estar na retaguarda olhando para nós; destarte presente na sede do SINDASP/MG na data 27/04, verificamos com os próprios olhos o quão essa instituição vem fazendo para nosso colega Luís, e fez para à família do Wesley, prestando auxílio jurídico, contenplando inclusive as despesas do velório e conquistando o recebimento de proventos à sua mãe...
Criticar sem ter conhecimento de causa é muitos mais fácil não é? 

Chegamos numa conclusão, já algum tempo que nós desejamos mudanças, elas tem que partir da nossa classe, diga-se de passagem dos Agentes Penitenciários, não é o outro de fora que saberá as nossas necessidades e frustrações....

O Sindaspmg é muito maior que a sua diretoria que coordena suas atividades, diretoria é passgageira, mas, o SINDASP/MG fica... 
Imaginamos um time de futebol... que passa por diversas mudanças de técnicos e jogadores, porém, o time continua sendo o do coração, é assim pedimos a todos que façamos nossa parte jogando no mesmo time (o time SINDASP/MG)!

Então, mesmo distante da CAPITAL, nossa legítima representatividade tem olhado para nós, mesmo distante tem apoiado e verificado as nossas piores situações sofridas...

Sejamos coerentes!
Queremos até quando  sofrer sem uma lei orgânica? 
Queremos até quando ser diretor um dia e no outro estar no Pavilhão?
Queremos até quando à falta de reconhecimento social e a grande interferência política?

Ei você mesmo! [...] que está na zona de conforto hoje e poderá estar em conflito amanhã!

PENSE! 
Vamos caminhar para alcançarmos um mesmo patamar!

Vamos caminhar com nosso representante legítimo...
VAMOS CAMINHAR COM O SINDASPMG!

A NOSSA SUB SEDE NORTE DEPENDE DE CADA UM DE NÓS!

VENHAM FILIAR NA GENUÍNA REPRESENTATIVIDADE DA CATEGORIA SISTEMA PRISIONAL.

SINDASPMG NORTE JÁ!

AGENTES PRISIONAIS DO NORTE DE MINAS - MOC VISITAM SINDASP/MG, ALMG E PENITENCIÁRIA NELSON HUNGRIA

No dia 27 do mês de Abril, Agentes Penitenciários do Norte junto ao SINDASP-MG, realizaram visita à PNH  objetivando verificar as condições que nosso colega do Norte Luís Fernando se encontra como também prestar apoio e solidariedade ao mesmo; na oportunidade junto com o Ronan (SINDASP) fomos recebidos na Penitenciária Nelson Hungria pelo Diretor Geral Danunzio, posterior a recepção deste Diretor que, com muita humildade, profissionalismo e dedicação nos acolheu,  tivemos a oportunidade de "ver" nosso colega Luís, que demonstrou-se satisfeito com nossa visita bem como ratificou que vem sendo tratado com "dignidade e respeito" por todos operadores daquela Unidade Prisional...

Posterior realizamos visita de cortesia à ALMG, Gabinete  do Deputado SGT RODRIGUES, onde repassados algumas demandas do NORTE.

Finalizando a ida à BH, que por sinal foi muita proveitosa, reunirmos com o Presidente do SINDASP Adeilton e o companheiro RONAN, onde realizamos debates acerca da máxima importância da criação da SUB SEDE SINDASP-NORTE, a diretoria do Sindicato demonstrou-se sensível à situação acolhendo nossos pedidos e de IMEDIATO prontificou a iniciar os estudos para criação da SUB SEDE.

Veja as fotos!




quarta-feira, 27 de abril de 2016

NOVAS TURMAS MÊS DE JUNHO - Estão abertas as inscrições para o MEAF/CTT-CBC - Um curso que é fruto de uma parceria do ASP MÁRCIO CLEITON com o maior Centro de treinamento com Arma de Fogo da América Latina


Curso de Manuseio e Emprego de Arma de Fogo voltado para Agentes Penitenciários e Agentes Socioeducativos. 
Turma do Mês de JUNHO Dias: 15 e 16! 
Curso será realizado na fábrica da CTT-CBC
 Na cidade se Ribeirão Pires-SP.

500 disparos sendo divididos entre,

200 disparos de Pistola .40
50 disparos de Revólver .38
50 disparos de Espingarda .12
100 disparos de Fuzil .556
100 disparos de Submetralhadora .40

Incluso Alimentação, Certificado , breve e laudo de capacitação técnica para aquisição de arma de fogo(inclusive calibre restrito).

**** Valor do curso R$1050 divido em 5 vezes no cartão de crédito.


INSTRUTOR MÁRCIO CLEITON TEAM
Contato:(38) 92015579 WHATSAPP

Reunião da Mesa de Estadual de Negociação Sindical Permanente trata do PLP no 257 e outros encaminhamentos referentes à carreira do Servidor


O SINDASP-MG participou nesta terça-feira (26.04) de mais um encontro da Mesa de Estadual de Negociação Sindical Permanente. Sem a presença do Secretário da SEPLAG, Helvécio Magalhães, desta vez o encontro foi conduzido pela Subsecretária de Gestão de Pessoas do Estado, Sra. Walerne Salum Drumond Rezende.
Na pauta de reunião estava a composição e diretrizes da mesa de nogociação, o processo de promoção e progressão, o PLP n 257, o estabelecimento da Agenda Sindical, dentre outros encaminhamentos.

PRESÍDIO DE BICAS RECEBE DOAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE MONITORAMENTO CFTV

O Presídio Regional de Bicas, em parceria com o Judiciário, MP, Conselho da Comunidade, OAB e empresariado da cidade recebeu hoje a doação de um circuito completo de monitoramento eletrônico formado por 8 câmeras e outros equipamentos de composição de imagens. Esta doação representa um aumento na segurança da Unidade Prisional e contribui também com a segurança dos moradores do local.


CRÉDITOS: Raphael Reis