domingo, 5 de julho de 2015

Curso Manuseio e Emprego de Arma de Fogo no CTT-CBC sediado em Ribeirão Pires/SP Melhor centro de instrução de táticas com armas da America Latina.


Curso voltado para Agentes Penitenciários e Agentes Sócio Educativos.

(38) 9201-5579


AGENTE MÁRCIO CLEITON

sábado, 4 de julho de 2015

Sistema Prisional de Montes Claros é debatido em Audiência Pública

O VEREADOR EDUARDO MADUREIRA (PT) PRESIDIU AUDIÊNCIA PÚBLICA NO ÚLTIMO DIA 30 DE JUNHO, AO LADO DO PRESIDENTE DA AASPESEN-MG, FREITAS PADRE  EXPÔS EM PAUTA AS INÚMERAS DEMANDAS DO SISTEMA PRISIONAL, NO ENTANTO, PARTICIPARAM AGENTES PRISIONAIS, SOCIOEDUCATIVOS, CONSELHOS TUTELARES, CONSELHO DA COMUNIDADE E ENTIDADES LIGADAS AO SISTEMA.

PRESÍDIO DE MANGA/MG - MANOBRA POLÍTICA ESTÁ PRESTES A EXONERAR UM AGENTE PENITENCIÁRIO DE CARREIRA DIRETOR PARA NOMEAR UM GUARDA MUNICIPAL DIRETOR GERAL

UM RETROCESSO ESTÁ PRESTES DE ACONTECER NO  SISTEMA PRISIONAL NORTE MINEIRO


PROTESTO!

Diante dos pitacos é notório aos discursos de alguns políticos da 11ª RISP, que eles irão EXONERAR o DIRETOR GERAL DO PRESÍDIO DE MANGA que é do QUADRO DE CARREIRA e vão NOMEAR um GUARDA MUNICIPAL.

REPUDIAMOS ESSA AÇÃO POLÍTICA!

Mudanças no Quadro da SUAPI/MG - Rodrigo Machado de Andrade assume a pasta da Superintendente de Segurança Prisional


Mudanças no quadro da Subsecretaria de Administração Prisional de Minas Gerais, troca o comando da Superintendente de Segurança Prisional.

Rodrigo Machado de Andrade, agora responderá pela pasta da SSPI, uma das principais superintendências da SEDS/SUAPI.

quinta-feira, 2 de julho de 2015

CONCURSO 2013 - ASP/ASE - UNIDOS SOMOS MAIS FORTES MOBILIZAM CELERIDADE NA ALMG


Candidatos dos concursos de Agentes Penitenciários e Socioeducativos mobilizam na ALMG

Audiência do certame de 2013

Vamos servir um café da manhã reforçado à todos os guerreiros presentes amanhã na audiência, iremos nós concentrar na entrada da ALMG as 8Hr, onde logo após vai ser exposto todos anseios e dúvidas pertinentes ao certame 2013 em audiência, na qual eu junto aos demais guerreiros iremos expor e receber as críticas, repassando um resumo posteriormente ao Deputado CB Julio, nosso representante do sistema.

William Rocha

Após manobra, Câmara volta atrás e aprova a redução da maioridade penal


Vinte e quatro horas depois de ver rejeitada a redução da maioridade penal para crimes hediondos e graves, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conseguiu aprovar no início da madrugada desta quinta-feira uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) mais branda costurada por ele com seus aliados.
Após uma manobra apelidada pelos deputados governistas de "pedalada regimental" e mais de cinco horas de discussão sem manifestantes, mas com direito a dedos em riste e medidas procrastinatórias por parte dos partidos da base do governo, os parlamentares aprovaram por 323 votos a favor, 155 contra, duas abstenções e quatro obstruções a proposta que determina que jovens com mais de 16 e menos de 18 anos sejam punidos como adultos quando praticarem crimes hediondos, homicídio doloso (com intenção de matar) e lesão corporal seguida de morte.
O texto também determina que os criminosos desta faixa etária cumprirão pena em unidades específicas que devem ser construídas por União e Estados. Cunha articulou a solução com seus aliados ainda na madrugada de ontem. Líderes do PSD, do PHS e do PSC apresentaram a emenda que excluía dos crimes passíveis de redução da maioridade tráfico, roubo com causa de aumento de pena, terrorismo e lesão corporal grave, como previa o texto rejeitado ontem por ter atingido apenas 303 votos. Por se tratar de uma PEC, eram necessários 308 votos.
Deputados governistas acusaram Cunha de golpe e disseram que irão recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). "Não imagine que com atitude ditatorial vai intimidar quem quer que seja. Com atitude ditatorial o senhor não vai fazer com que seus interesses prevaleçam. O Parlamento brasileiro não é a casa de vossa excelência", esbravejou o deputado Glauber Braga (PSB-RJ).
Cunha reagiu: "Não se dê o direito de desrespeitar o presidente da Casa", afirmou. "Quem não concorda com a decisão, recorra à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) ou ao STF".
Para os governistas, Cunha armou um "golpe regimental" por não ter se conformado com a derrota da medida que defende. Os deputados argumentam que esta emenda aglutinativa não tem fundamentação em propostas apresentadas durante o período de discussão da sessão de ontem e, portanto, não poderia ser votada.
"Ele não aceita derrota. Esta aglutinativa não tem suporte de conteúdo", afirmou a líder do PC do B, Jandira Feghali (RJ). "Vamos lutar para evitar um golpe regimental", disse a deputada antes da votação.
O deputado Weverton Rocha (PDT-MA) disse que Cunha praticava uma "pedalada regimental", em alusão às pedaladas fiscais. Já o deputado Chico Alencar (Psol-RJ) disse que o presidente da Casa estava cometendo um estupro do regimento. "Há uma violência na interpretação da matéria".
Aliados de Cunha negaram manobra e dizem que a aglutinativa é regimental, pois baseia-se em elementos do texto original, ainda não votado. "PECs não votadas podem ter partes de seu texto aglutinadas em um texto de consenso. Não é manobra. É um caminho legítimo", afirmou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE).
Senado
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), anunciou ontem que criará uma comissão especial para discutir a questão. A avaliação dos senadores foi de que não faz sentido aprovar alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) sem que a Câmara termine a discussão sobre alterações na Constituição.
"Vou conversar com os líderes. Vamos criar uma comissão, para que nós possamos apreciar, num esforço só, todas as matérias relativas à redução da maioridade penal e as alterações no ECA", afirmou Renan.

02 de Julho, Dia do BOMBEIRO

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Recursos de Provas Agente Penitenciário Federal 2015– Concurso DEPEN

Recursos de Provas – Concurso DEPEN – Agente Penitenciário Federal 2015!

Recursos de Provas - Concurso DEPEN - Agente Penitenciário Federal 2015!
Concurseiro/a,  se você é um dos mais de 52 mil candidatos que realizaram as provas do concurso do Departamento Penitenciário Federal (Concurso DEPEN) no último domingo e acha que alguma questão merece uma nova releitura, fique atento/a! Os professores do Gran Cursos Online avaliaram as provas do cargo de Agente Penitenciário Federal e encontraram algumas divergências da normal legal/jurisprudência.  # recursos de provas
Confira abaixo as argumentações e não fique de fora!
Os recursos deverão ser interpostos até às 18h de amanhã,  dia 02/07/15.
IMPORTANTE: Elaborem seus próprios recursos com base nestes argumentos.
Lembrando: Recursos idênticos não serão avaliados pela Banca! 
Recursos elaborados pelo professor do Gran Cursos Online, Mauro Chaves. Conhecimentos Complementares. Clique AQUI  e confira.
Recurso elaborado pelo professor do Gran Cursos Online, Ailton Zouk. Legislação Penal Especial. Clique AQUI  e confira.
Recursos elaborados pelo professor do Gran Cursos Online, Laércio Carneiro. Criminologia e Política Criminal. Clique AQUI  e confira.

Provas / Gabaritos
Atenção! À medida que os recursos forem chegando, este post será atualizado. Fiquem atentos! 
Interponha aqui o seu recurso. 

Dos recursos – Conforme edital:

  • O candidato que desejar interpor recursos contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas disporá do período das 9 horas do dia 1º de julho de 2015 às 18 horas do dia 2 de julho de 2015 (horário oficial de Brasília/DF) para fazê-lo, a contar do dia subsequente ao da divulgação desses gabaritos.
  • Para recorrer contra os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas, o candidato deverá utilizar o Sistema Eletrônico de Interposição de Recurso, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/depen_15, e seguir as instruções ali contidas.
  • Todos os recursos serão analisados, e as justificativas das alterações/anulações de gabarito serão divulgadas no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/depen_15 quando da divulgação dos gabaritos oficiais definitivos. Não serão encaminhadas respostas individuais aos candidatos.


Para mais detalhes dos recursos consulte o item 9.11 do  edital