quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Informe sobre o julgamento do IRDR adicional escolaridade


O SINDASP-MG acompanhou, na tarde de ontem (20.09), o julgamento do Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR), de nº 1.0000.16.049047-0/001, com o objetivo de “definir se a Lei Estadual nº 15.464/2005 é autoaplicável no que tange aos critérios estabelecidos para fins de concessão da promoção funcional por escolaridade adicional aos servidores públicos estaduais ou se é cabível sua regulamentação conforme disposto no Decreto Estadual nº 44.769/2008”.

A decisão foi no sentido de que a Lei não é autoaplicável, pois o legislador reservou margem de discricionaridade para que o Poder Executivo explicite a formação adicional relacionada com a complexidade da carreira, e para que regulamente sobre redução ou supressão do interstício necessário e do quantitativo de avaliações periódicas de desempenho individual e declarou que as limitações temporais previstas no decreto extrapolou os limites do poder regulamentador ferindo os princípios constitucionais da legalidade e da isonomia.

Em relação às ações relativas aos Agentes de Segurança Penitenciária, não houve mudanças consideráveis, já que os requisitos continuam os mesmos, ou seja, a conclusão do estágio probatório, duas Avaliações de Desempenho Individuais (após o estágio probatório) e a conclusão do curso superior que tenha correlação com a carreira.

O SINDASP-MG aguarda a publicação do inteiro teor da decisão para novas informações.

FONTE: SINDASPMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.