quarta-feira, 4 de abril de 2018

Em vídeo, Anastasia oficializa a sua pré-candidatura ao governo de Minas

O senador Antonio Anastasia divulgou, na tarde desta quarta-feira (04), um vídeo em que confirma que é pré-candidato pelo PSDB ao governo de Minas Gerais nas eleições deste ano.
Essa é a primeira declaração oficial do parlamentar sobre o assunto, já que o anúncio de que ele entraria na disputa foi feita, no último mês, por correligionários.

No vídeo abaixo, o tucano diz que, inicialmente, não estava nos planos dele entrar na corrida eleitoral, mas que mudou de ideia por conta dos diversos apelos que recebeu e por causa da situação “terrível” do Estado.
“Como todos sabem, algumas semanas atrás coloquei meu nome como pré-candidato ao governo de Minas Gerais. Na realidade não era essa a minha intenção original, não pretendia participar das eleições desse ano de 2018. Entretanto, recebi aqui uma romaria de prefeitos, lideranças municipais, diversos segmentos da nossa sociedade - de todas as áreas. E todos pedindo a minha participação nas eleições”, contou o tucano.
Em seguida, o senador tece comentários sobre a situação do Estado. Ele lembrou, por exemplo, do pagamento do salário do funcionalismo que tem sido feito de forma parcelada e de atrasos nos repasses de verbas para os municípios. Ele classifica como “terrível” o momento pelo qual passa Minas Gerais.
“O atual governo do Estado tem cometido uma série de graves equívocos, equívocos que levaram as prefeituras mineiras, praticamente, à falência, inclusive com retenção de valores constitucionais devidos aos municípios, ao não pagamento regular do salário dos servidores públicos e, ainda, a decadência da prestação dos serviços públicos, penalizando o cidadão mineiro”, completou. Ainda conforme o tucano, esse quadro é o que o leva a participar de “uma luta forte para um governo de reconstrução”.
Antonio Anastasia voltou nesta terça-feira (2) de viagem. Ele estava na Suíça representando o Senado. Mas, como mostrou O TEMPO, mesmo no exterior ele já estava articulando sua candidatura. Ele tem concentrado esforços nas negociações em torno da formação da chapa proporcional – de deputados federais e estaduais. O entendimento é que, primeiro, é preciso criar uma boa coligação de deputados a fim de sustentar o nome do político no pleito.

FONTE: OTEMPO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.