sábado, 10 de março de 2018

SINDASP-MG participa do II Seminário de Prevenção e Combate à Pratica de Assédio Moral

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas e área interna

O SINDASP-MG, na figura de seu Presidente Adeilton, participou II Seminário de Prevenção e Combate à Pratica de Assédio Moral realizado na manhã de hoje (08.03) pela Ouvidoria do Sistema Prisional, representada pelo Ouvidor Rodrigo Xavier. O evento faz parte da II Semana Estadual de Conscientização e Enfrentamento à prática de Assédio Moral na Administração Pública.

Adeilton compôs a mesa de debates para falar sobre a atuação do Sindicato no combate ao Assédio Moral e o cenário vivenciado pelos Agentes Penitenciários dentro das unidades e responder aos questionamentos levados pelos servidores presentes.

O Presidente do SINDASP-MG enfatizou a luta da categoria durante a greve de 2009, pela valorização e respeito ao servidor do Sistema Prisional até a criação da Lei de Assédio Moral (Lei Complementar nº 117/2011): “Esta foi uma grande conquista nossa. Conseguimos a aprovação desta lei após muito sacrifício e muita luta”.

Porém, para Adeilton, a Lei ainda não impede muitos casos de assédio: “As formas de assédio estão mudando, se reinventando. Muitas vezes o assédio aparece velado, na forma de uma remoção arbitrária, por exemplo. Deslocam os Agentes de sua unidade para uma outra distante para suprir uma lacuna do Estado: o déficit de agentes”, destacou Adeilton.

O Psicólogo - Especialista em saúde do trabalhador e Assédio Moral, Arthur Lobato, que também compôs a mesa de debates, concordou com a fala de Adeilton e ainda complementou. Segundo ele, estas novas formas de assédio não só existem como, em muitos casos, o servidor não identifica este assédio e pode, até mesmo, se sentir culpado pela situação, adoecendo ainda mais o servidor e os efeitos são devastadores para sua saúde mental: “daí vem a depressão, o suicídio”.
Os representantes da Ouvidoria do Sistema Prisional explicaram como é feita a recepção das denúncias, que são registradas, encaminhadas aos órgãos responsáveis para a análise, caso constatada a necessidade, é realizada uma audiência de conciliação e/ou aberta uma sindicância. Os servidores também tiveram a oportunidade de levar seus questionamentos que foram respondidos pelos componentes da mesa de debates.
Também fizeram parte da mesa o Secretário Adjunto da SEAP, Dr. Marcelo José Gonçalves, o Chefe de Gabinete da SEAP, Marcelo Vladimir Correa, o Presidente do Sindsiseng, Alex de Souza, o Assessor Chefe da Unidade de Controle Interno, Thiago Alves Machado e Assessor Chefe do Núcleo de Correição Administrativa, Carlos Henrique de Almeida.
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, sentado e área internaA imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna
A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e área internaA imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e área interna

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.