segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Uma interrogação no NOVO Sistema Integrado de Gestão de Escolta (SIGE) DE MG

Por Alexandre Guerreiro
15 JAN 2018

Foto Ilustrativa: site instituição SEAP/MG

O método tecnológico (SIGE) é o caminho para o SISTEMA PRISIONAL alavancar, mas, devido inércia de inúmeros fatores, às dezenove RISP, ainda sofrerá com déficit de Agentes Penitenciários, falta de estrutura, viaturas e logística.

O projeto é audacioso, porém, os mentes brilhantes acertaram, senão pecaram quando apontaram para a ponta da lança, isto é, será economia para o ESTADO. No entanto, será garantida supremacia de força? Será se uma viatura conseguirá atender com eficiência fórum, hospital e outras demandas?...(impossível)

Portanto, aos autores do PROJETO possivelmente faltaram um pouco do conhecimento empírico do que é o AGRUPAMENTO DE ESCOLTA TÁTICA PRISIONAL, ou seja, será se as diárias serão computadas e creditadas em tempo hábil? Será se o sistema informatizado é estável? Será se todas as viaturas terão rádio comunicação e computador de bordo? Será respeitado o GRAU de periculosidade das diligências? Ou o SISTEMA INFORMATIZADO chegou para dar um FIM no GETAP?...

Por fim, muita interrogação, entretanto, o SISTEMA PRISIONAL precisa sim avançar tecnologicamente, embora, o AGENTE PRISIONAL é um ser humano e não uma máquina.


Alexandre Guerreiro
DELEGADO SINDICAL
SINDASP/MG NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.