quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Juiz afirma que alertou governo sobre situação da Nelson Hungria, mas não teve resposta

Resultado de imagem para fotos da penitenciaria nelson hungria contagem
FOTO DA PENITENCIÁRIA NELSON HUNGRIA
O juiz da Vara de Execuções Criminais de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Wagner Cavalieri, declarou à Itatiaia nesta quarta-feira que avisou ao governo de Minas sobre a situação crítica na Penitenciária Nelson Hungria, que fica naquela mesma cidade. Nos últimos 42 dias, pelo menos 11 presos fugiram da unidade.
“É um fato extremamente lamentável para Minas Gerais, mas nós já vínhamos alertando não só ao senhor secretário de Administração Prisional [Francisco Kupidlowski], mas o próprio governador [Fernando Pimentel, do PT]. Eu tive o cuidado de encaminhar um ofício diretamente a ele, apesar de que não obtive resposta de nenhum dos dois”, disse o magistrado.
Cavalieri ressalta que a fragilidade da segurança não é apenas na Nelson Hungria, mas em “todas as unidades do estado, em razão da exoneração de inúmeros servidores”. O juiz considera que, por isso, “esses problemas já eram previsíveis”.
Ele cobrou providências da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). “Foi uma vergonha para a unidade Nelson Hungria, que é tida como de segurança máxima e que ficou evidente que não está mais nesse patamar. É preciso que algo seja feito pela secretaria”, pontuou.
Em nota, a Seap comunicou que “se abstém” de comentar a crítica do juiz “por tratar-se de autoridade vinculada ao Poder Judiciário”. A pasta ressaltou que “a superlotação prisional é uma realidade nacional, e não específica de Minas”, e que “a questão carcerária é prioridade nesta gestão”.
Pente-fino
Nesta quarta foi realizada uma operação na penitenciária com objetivo de identificar problemas de pelo menos três âmbitos: estrutura, atendimento aos presos e segurança. Em nota, a Seap afirmou que a ação deve continuar até 7 de fevereiro, e que, ao fim do trabalho, divulgará o resultado.

FONTE: RÁDIO ITATIAIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.