quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Possível ataque do PCC ascende sinal de alerta em Minas



Foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A Press - 29/4/13

Todos os anos, no dia 31 de agosto a organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), comemora o aniversário da fundação da facção, costumando festejar com ordens de execução de crime, alguns de grande repercussão, como fuga de presídios, assassinatos, rebeliões e etc.
Em 2017, a facção completa 24 anos e o Portal de Notícias Webterra recebeu um documento onde o Departamento de Polícia Civil de Vespasiano, Minas Gerais, recomendando “estado de alerta para os servidores da área de Segurança Pública não estão isentos de ameaças e ataques”.
O documento diz ainda que a facção “para comemorar a data estariam sendo orquestradas ações em nível nacional contra agentes que atuam direta e indiretamente na Segurança Pública, com adesão de criminosos em 24 estados do País, dentre eles Minas Gerais”.
O que surpreende no documento é que um dos alvos de ações do PCC seria a penitenciária de Francisco Sá. 
“Em Minas, o serviço de Inteligência tomou conhecimento sobre um possível ataque aos servidores da Segurança Pública da unidade prisional de Francisco Sá, no norte do Estado. Seriam especificamente cinco agentes da unidade prisional”, diz o documento.
O motivo citado seria a insatisfação dos detentos quanto às péssimas condições do sistema carcerário e a falta de concessões de benefícios pela diretoria do presídio. 
Assim que teve acesso ao documento o Portal de Notícias Webterra procurou os órgãos de segurança do Estado. A Polícia Civil de Montes Claros confirmou a veracidade do documento, mas alegou a “prova” é de cunho sigiloso e a instituição não se pronunciará sobre o assunto.
O Webterra também procurou a Secretaria de Administração Prisional em Belo Horizonte, mas até a publicação desta reportagem não responderam ao e-mail e as ligações. 
A Polícia Militar de Montes Claros informou que policiais estão na rua trabalhando preventivamente e, em caso de ruptura de ordem pública, eles estão preparados para agir repressivamente. Segundo a PM, nenhuma operação está prevista especificamente por conta da data.
Brasil
A possibilidade de novos assassinatos também é revelada em um ofício assinado pelo diretor do presídio federal de Porto Velho, divulgado pelo Uol.
O documento foi enviado no dia 17 de agosto ao superintendente da Polícia Federal de Rondônia e segundo o ofício um “salve” (ordem) do PCC teria sido dado para matar o juiz corregedor da penitenciária federal em Porto Velho, um procurador da república, um delegado da polícia federal e pelo menos quatro agentes federais de execução penal, lotados em Porto Velho.
Foto: Uol
A facção
A facção foi criada por oito presos no dia 31 de agosto de 1993, no anexo da Casa de Custódia de Taubaté, o Piranhão, tida como na época como a prisão mais segura do Estado.
O motivo da criação seria a suspensão de visita íntima e a permanência dos presos do PCC por longo tempo na Penitenciária Federal.

FONTE:  webterra



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.