domingo, 16 de abril de 2017

Homem invade Ceresp e atira contra agentes penitenciários em Betim

O criminoso ainda não foi localizado; a Polícia Militar ainda não sabe qual era a intenção do suspeito ao entrar no centro de reclusão; ninguém ficou ferido



PUBLICADO EM 16/04/17 - 09h16
Um homem invadiu o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Betim, na região metropolitana, na madrugada deste domingo (16), foi descoberto e, na fuga, atirou contra os agentes penitenciários. O criminoso ainda não foi localizado. A Polícia Militar (PM) ainda não sabe qual era a intenção do suspeito ao entrar no centro de reclusão.
Usando calça jeans, blusa de frio e tênis - todas as peças do vestuário na cor preta -, o  invasor foi avistado, por 2h45, por um agente penitenciário, que identificou o homem suspeito escondido em um "canto escuro de frente para o vestiário feminino".
Imediatamente, o diretor da unidade e a PM foram acionados. Porém, ao perceber que havia sido descoberto o suspeito fugiu pela cerca externa do Ceresp, que foi danificada. Os agentes que seguiram o invasor acabaram surpreendidos por tiros disparados por ele. 
Durante o tiroteio, os policiais de uma companhia localizada próxima ao Ceresp chegaram rapidamente ao local, mas não conseguiram realizar a prisão do suspeito, que se embrenhou em uma mata próxima.
As buscas pelo criminoso contaram com o grupo Rondas Ostensivas com Cães (Rocca), que usou o cheiro de um dos tênis do suspeito, deixado durante a fuga, para tentar localizá-lo. Contudo, até a manhã deste domingo o homem não havia sido encontrado. 
A perícia constatou que, para entrar no Ceresp, o suspeito havia deslocou um dos postes de sustentação da certa do local. Ainda não se sabe também se ele teve ajuda. 
Ribeirão das Neves
Lembrando uma cena da série Prison Break, 15 internos do Centro Socioeducativo de Justinópolis, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, fugiram na manhã desse sábado (15).
Conforme informou a Polícia Militar, os adolescentes jogavam bola no momento da fuga. Eles teriam planejado a saída e rendido agentes socieducativos com facas. Um cobertor foi usado por eles para pular o muro e se livrar do arrame.    

Um menor de 16 anos, que foi recapturado, contou que aproveitou o momento e pulou com outros adolescentes. O adolescente cortou o pé, será medicado e encaminhado para a delegacia de plantão.

Fonte: OTEMPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.