domingo, 15 de janeiro de 2017

FEBRASP DEFENDE OS AGENTES DO BRASIL



REPÚDIO ÀS DECLARAÇÕES DO MINISTRO DA JUSTIÇA

Não pode o Ministro da Justiça confundir as coisas, transformado vítimas em vilões desse sistema perverso com seus trabalhadores! 

A FEBRASP – Federação Brasileira dos Servidores Penitenciários – vem a público, neste ato, manifestar seu repúdio às declarações do Senhor Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, aos 
diversos meios de comunicação de que o maior problema do sistema penitenciário é a corrupção...”, e de que “...não adianta scanner, raio X, se o operador na hora fingir que não viu”. 

As palavras do senhor ministro além de ofender os mais de 100 mil servidores penitenciários brasileiros, resultam de uma visão míope dos verdadeiros motivos dessa crise carcerária que salta 
aos olhos da população. Não ver, ou não querer enxergar, as causas que empurram o sistema prisional brasileiro para esse caos, coloca o governo brasileiro e seu Ministério da Justiça bem distante da resolução que a sociedade espera para esse problema. 

Querer responsabilizar uma categoria de trabalhadores pela atual crise carcerária, além de um ato de covardia, é a demonstração da incapacidade do governo de se articular e estabelecer o diálogo 
com todos os setores que operam no sistema prisional para a construção de uma solução efetiva para um problema que é anacrônico. 

Reconhecemos que pode haver desvios de condutas, como em qualquer outra categoria profissional, com a qual não compactuamos. Mas é preciso saber que isso é uma exceção que não deve macular a imagem da esmagadora maioria que trabalha honestamente, em condições péssimas de trabalho exercendo, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a profissão mais desgastante do mundo, na difícil missão de ajudar na reintegração social de pessoas segregadas de liberdade e de garantir a segurança e a tranquilidade social, mesmo sendo, esses trabalhadores, diuturnamente alijados dos seus direitos básicos de melhores condições de vida e de trabalho do cárcere. 

Os servidores penitenciários são as principais vítimas desse sistema prisional sucateado e abandonado pelo poder público e pela ausência de ações e políticas públicas efetivas para o sistema 
prisional brasileiro, as quais os trabalhadores penitenciários aguardam e reivindicam a anos. Por isso, não pode o Ministro da Justiça confundir as coisas! 

Os servidores penitenciários não são os vilões, mas sim as principais vítimas desse sistema perverso com seus trabalhadores, que são as prisões superlotadas e sucateadas, esquecidas por todo o país. 

Brasília, 12 de janeiro de 2017 

Federação Brasileira dos Servidores Penitenciários - FEBRASP BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.