segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Esposo de advogada presa por latrocínio é encontrado em Janaúba



Polícia Civil cumpriu mandado de prisão contra Sandro Felipe Rodrigues. Eles são investigados por morte de empresário em Montes Claros.

Valdivan Veloso, em Do G1 Grande Minas



Sandro, de camisa rosa, foi encontrado no Bairro Algodões em Janaúba (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma operação da Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira (2) Sandro Felipe Rodrigues, apontado como um dos autores do latrocínio de um empresário em Montes Claros, no Norte de Minas. O crime foi no dia 27 de dezembro, no Bairro Jardim Liberdade.

Policiais civis de Montes Clarosx e Janaúba encontraram Sandro no Bairro Algodões e cumpriram mandado de prisão temporária. “A temporária é de 30 dias, mas agora está preso também em flagrante, pois encontramos uma pistola calibre 380 e uma espingarda calibre 28 com ele”, explica o delegado Herivélton Ruas.


Duas armas foram encontradas com Sandro
(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

O delegado informou que ainda não é possível afirmar que as armas apreendidas nesta segunda foram usadas no crime. O delegado informou também que o flagrante será registrado em Janaúba, mas Sandro deve ser transferido para Montes Claros, onde é investigado pelo latrocínio.

A esposa de Sandro Felipe, a advogada Fabiane Fernandes Martins, já havia sido presa como coautora do latrocínio. Inicialmente, ela foi levada para o Presídio Alvorada, em Montes Claros, mas depois foi transferida, no dia 29, para o Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, onde possui condições adequadas a receber a advogada, segundo o Sistema Prisional.

Entenda o caso
O empresário Fernando da Silva Mendonça, de 24 anos, foi morto na noite do dia 27 de dezembro, no Bairro Jardim Liberdade. Uma testemunha afirmou à polícia que os criminosos invadiram o imóvel e a todo momento pediam dinheiro. Momentos depois o empresário chegou à casa em uma caminhonete e foi abordado pelos autores. Como o empresário afirmou não ter dinheiro com ele, os autores atiraram várias vezes em sua direção.

Os criminosos fugiram levando o carro da vítima. Durante buscas, a testemunha relatou que dois dos criminosos usavam capacetes durante a ação. O outro autor foi reconhecido como Sandro Felipe Rodrigues; um amigo de Fernando da Silva e que tinha costume de frequentar a casa da vítima. Diante das informações, a polícia chegou à esposa de Sandro, a advogada, que foi encaminhada à Delegacia de Plantão e em seguida ao presídio.

No telefone de Fabiane, segundo a polícia, foram encontradas mensagens em que ela afirmava que a testemunha também deveria ter sido executada.  “E o neguinho cagueta, você devia ter matado o neguinho”, diz uma das mensagens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.