domingo, 31 de dezembro de 2017

AQUI NÃO MALANDRO, AQUI É BALA NA AGULHA : Adolescente Foi Assaltar Agente Penitenciário E Saiu Baleado Em Betim/MG, Diz PM

Agente e mulher estavam em ponto de ônibus na BR-381 quando foram abordados. Rapaz chegou a fugir, mas foi encontrado ferido perto do local do crime.

Por G1 MG, Belo Horizonte
31/12/2017 12h02  

De acordo com a PM, o agente penitenciário cansado de ameaças teria reagido e atirado.

Um suspeito foi baleado, neste domingo (31), durante um assalto a um agente penitenciário e à mulher dele na BR-381, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz foi ferido por um disparo que teria sido feito pelo agente.


Ainda segundo a PM, o casal estava em um ponto de ônibus na rodovia, na altura do bairro Jardim Petrópolis, quando um carro de cor prata com duas pessoas se aproximou. Um dos ocupantes do veículo, que estaria armado, anunciou o assalto.

Conforme o boletim de ocorrência, o rapaz fazia ameaças a todo o tempo e roubou o celular da mulher. De acordo com a PM, o agente penitenciário, então, teria reagido e atirado.

O suspeito que estava dentro do carro fugiu com o veículo. Já o outro fugiu a pé, mas foi encontrado ferido perto do local do crime. Com ele, os militares apreenderam uma réplica de arma.

A PM informou que o jovem foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Betim, onde está em observação e sob escolta policial.

De acordo com a Polícia Civil, por volta das 12h, o agente e a mulher dele estavam na delegacia e eram ouvidos. Até este horário, o outro suspeito não havia sido preso.

A reportagem fez contato com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) para saber em que unidade o agente penitenciário citado no boletim de ocorrência da Polícia Militar é lotado, se estava a trabalho ou de folga e ainda sobre o porte de arma.

Confira a nota: 

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP) informa:

A vítima de um assalto na manhã de hoje, 31.12.17, em Betim, é um Agente de Segurança Penitenciário efetivo. Destacamos que todos os Agentes de Segurança Penitenciários efetivos têm direito a porte de arma.

A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar – 187 CIA PM / 66 BPM / 2 RPM.



Fonte: G1

SABINO DE DEUS Informations INFORMA: AS PERIPÉCIAS DE UM "PASSARINHO" - ARTISTAS DA PRISÃO!

Nenhum texto alternativo automático disponível.Nenhum texto alternativo automático disponível.
Alçando voo alto sobre a 3 Risp., e posteriormente um voo rasante sobre o Presídio de Caeté, o "Passarinho" me contou que:
Durante revista nos pavilhões, em uma das celas foi encontrado um simulacro de arma de fogo produzida com sabão.
Segundo o "Passarinho", muito embora o simulacro tenha sido feito com sabão, olhando de longe não tem quem não imaginasse que se tratava de um revolver "budogue".
É "Passarinho", é por essas e outras que digo, devemos estar sempre ALERTA, pois, "CAVALO NÃO DESCE ESCADAS"!
[]'s

Sabino de Deus
A imagem pode conter: planta, atividades ao ar livre e natureza

FELIZ ANO NOVO!

Presidente do SindSistema contra-argumenta Jungmann

“Errar é humano. Culpar outra pessoa é política”. (Hubert H. Humphrey)

Image

Em entrevista para o Diário de Pernambuco na quinta-feira (28), o Ministro da Defesa Raul Jungmann nos impõe a crítica. Diante de dados coletados a partir da chamada “Operação Varredura” realizada por militares das Forças Armadas ao longo do ano de 2017 em alguns presídios do Norte e Nordeste, ele expõe algumas informações e insinua que haja “algum tipo de acordo entre [trabalhadores] do sistema prisional e aqueles que estão presos”.  Numa análise mais profunda, feita por quem detém um conhecimento mais apurado do objeto [sistema penitenciário] logo se percebe a falta de conhecimento ou a malícia na sonegação de informações relevantíssimas, sem as quais o leitor de boa-fé é facilmente levado ao equívoco sobre um universo desconhecido da maioria das pessoas. Como não sabemos qual a verdadeira intenção da referida entrevista, vamos dar ao nosso leitor o benefício da dúvida em vê-lo (o ministro) como um ignorante na matéria ou (por lhe caber parte da solução do problema) como um agente político a serviço de um governo que esquiva-se da responsabilidade.

 

ALGUNS DADOS SONEGADOS PELO DIGNÍSSIMO MINISTRO

Na entrevista, o ministro fala que 11 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica inspecionaram 31 presídios de seis estados (Acre, Amazonas, Pará, Rio Grande do Norte, Rondônia e Roraima) cujo efetivo carcerário era de 22.970 presos, sendo encontradas 10.882 armas. O que o ministro não disse é que o Brasil já é a terceira maior população carcerária do mundo e que os Estados não cumprem o que determina a Resolução N°. 1 de 09/03/2009 do CNPCP (Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária) do Ministério da Justiça que em seu Artigo 1° determina ao Departamento Penitenciário Nacional que, na análise dos projetos apresentados pelos Estados para construção de estabelecimentos penais destinados a presos provisórios e em regime fechado, exija a proporção mínima de 5 (cinco) presos por agente penitenciário.

As Unidades Prisionais no Brasil estão abarrotadas de presos para um efetivo cada vez menor de agentes penitenciários. No gráfico abaixo, o exemplo de algumas aqui no Rio de Janeiro, conforme dados do Núcleo de Defesa dos Direitos Humanos (Nudedh) da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro:

A Penitenciária Alfredo Tranjan apresentou proporção de 515 presos para custódia e vigilância de cada 1 (um) inspetor penitenciário na atividade-fim (turma de plantão); o Presídio Evaristo de Moraes (Galpão da Quinta) apresentou proporção de 487 presos para cada 1 (um) inspetor penitenciário na atividade-fim (turma de plantão); o Instituto Penal Plácido Sá Carvalho apresentou proporção de 429 presos para custódia e vigilância de cada 1 (um) inspetor penitenciário na atividade-fim (turma de plantão), e o Presídio Ary Franco apresentou proporção de 344 presos para custódia e vigilância de cada 1 (um) inspetor penitenciário na atividade-fim (turma de plantão).

Esse raio-X demonstra um dos mais graves problemas no sistema penitenciário brasileiro cujos reflexos afetam a Segurança Pública de todos os Estados.

 

A DESPROPORÇÃO

Na “Operação Varredura”, 11 mil militares foram disponibilizados para vistoriarem 31 presídios num total de 22.970 presos. Uma média de 1 (um) militar para cada grupo de 2 (dois) presos, e com toda a tecnologia a disposição. Situação totalmente diversa da maioria dos presídios do Brasil onde faltam instrumentos básicos como efetivo funcional suficiente e detectores de metais, por exemplo.  Só o estado de São Paulo possui média de 240 mil presos e aproximadamente 16 mil agentes penitenciários na atividade-fim. No Rio de Janeiro são aproximadamente 51 mil presos para um efetivo funcional de cerca de quatro mil inspetores penitenciários.

O Ministro que insinua é o mesmo que sonega ao leitor a informação de que no Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), onde ocorreu uma das mais sangrentas rebeliões do Brasil, assim como em outros estados do Norte e Nordeste há a terceirização da atividade indelegável. Ou seja, serviço realizado por empresas como a Umanizzare que tinha um contrato de mais de R$ 57.000,000,00 (cinquenta e sete milhões) com o Estado do Amazonas (um dos estados onde aconteceu a Operação Varredura). Ao que parece, a intenção é culpar os profissionais que na linha de frente do campo de batalha ficam à mercê de políticos com a sanha de ‘jogar para a platéia’, isto é, fazer um mise en scene, claro com um propósito velado.

Então, levando-se em consideração o que se fala e, principalmente, o que se escreve, vamos aos fragmentos de um texto do próprio ministro, publicado em fevereiro de 2016 na revista Sociedade Militar: “O principal juízo dos militares sobre a crise parte da constatação de que os atores políticos, legitimados pelo voto para apontar e construir os caminhos da solução, abdicaram do papel que o momento nacional lhes reserva...”. (...) “Reclamam, em síntese, da inexistência de vontade política para o enfrentamento efetivo dos problemas e, em consequência, da incompreensível subordinação das razões de Estado às conveniências político-partidárias”.

Logo, senhor ministro, essa sua análise é muito pertinente. Os agentes penitenciários do Brasil comungam com ela, na medida em que esperamos de políticos como o senhor que há muitos anos têm dado às costas ao grave problema carcerário, que se subordinem às razões de Estado como à questão penitenciária. Primeiro, tratando-a com a responsabilidade de um agente público da envergadura de um Ministro da Defesa. Não pode o senhor sonegar informações tão importantes para análise do objeto, sob pena de ser facilmente contestado e até ridicularizado. Segundo, esses profissionais que o senhor insinua terem conluio com criminosos na verdade controlam um ambiente hostil às suas integridades física, higidez, com precarização de todos os serviços que deveriam ser postos como suporte para o arrefecimento da temperatura e pressão do ambiente carcerário.

Por último cabe informá-lo, e aos leitores dessa resposta à sua entrevista, que a disposição e coragem com as quais homens e mulheres (agentes penitenciários) do Brasil encaram a dura realidade de um sistema penitenciário, todos os dias, num país como o nosso, é aquela que o Brasil conheceu quando estivemos no Ministério da Justiça e na Comissão de Reforma da Previdência lutando por direito à aposentadoria justa e sem nenhuma diferença das Forças da Segurança Pública. Por conta dessa atividade é que criamos anticorpos para lutarmos contra um sistema político que “deixa as questões de Estado à margem das conveniências político-partidárias” (fala do senhor). Também há 17 anos lutamos pela criação da Polícia Penal, por entendê-la como parte da solução desse nosso grave problema. Já informando que conseguimos aprová-la em dois turnos no Senado, se o senhor se afastar do cargo de ministro (como fez no caso da denúncia contra o presidente Temer), quando nossa PEC for à votação, nos ajudará bastante.

A presente resposta é somente para esclarecer aos desinformados, o que verdadeiramente sabemos que o ministro não é. Alguns homens públicos do Brasil são assim, se valem de suas posições para sugerir que o erro está nos outros, quando a solução compete a todos.

Quanto a nossa parte já estamos fazendo e muito, custodiando mais de 700.000 (setecentos mil) presos sob as piores condições. Assim, antes de “insinuar” procure conhecer e ser ético para não praticar injustiça com os agentes penitenciários desse país que na verdade trabalham sob condições aviltantes e ainda são pressionados, ameaçados e mortos devido ao poder cada vez maior possibilitado às facções criminosas por meio de mecanismos legais negociados por políticos que privilegiam cada vez mais “direitos” aos presos, sem critérios, sem limites.

Por: Gutembergue de Oliveira (Presidente do Sindicato dos Servidores do Sistema Penal do Rio de Janeiro / SindSistema-RJ); 2° Vice-presidente da Federação Sindical Nacional dos Servidores Penitenciários - Fenaspen

sábado, 30 de dezembro de 2017

“SISTEMA PENITENCIÁRIO É O HOME OFFICE DOS CRIMINOSOS”, DIZ JUNGMANN


Para o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o sistema prisional brasileiro é dominado por facções criminosas; "O sistema penitenciário não está nas mãos do Estado brasileiro e sim nas mãos das grandes quadrilhas. O Brasil talvez seja o único país no mundo em que as grandes quadrilhas foram criadas dentro do sistema penitenciário", disse o ministro

247 - Para o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o sistema prisional brasileiro é dominado por facções criminosas. "O sistema penitenciário não está nas mãos do Estado brasileiro e sim nas mãos das grandes quadrilhas. É o home office dos grandes criminosos, que comandam de suas celas ações criminosas no país e no exterior. O Brasil talvez seja o único país no mundo em que as grandes quadrilhas foram criadas dentro do sistema penitenciário", disse ele em entrevista ao portal UOL.

GOVERNO DO ESTADO AUTORIZA NOMEAÇÃO DE MAIS 450 INVESTIGADORES

Governo do Estado autoriza nomeação de mais 450 investigadores de Polícia
Nessa segunda-feira (4), a Câmara de Orçamento e Finanças da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), autorizou a nomeação de 450 investigadores de Polícia. Os novos policiais são excedentes do último concurso público realizado para o cargo, em agosto de 2014.
Em setembro deste ano, foram nomeados outros 106 excedentes do mesmo concurso, que já participam de formação policial na Academia de Polícia Civil, com previsão de formatura em março de 2018.

A divulgação será feita por meio da Imprensa Oficial e do site da Polícia Civil de Minas Gerais. Essa é a quarta nomeação desse concurso. Em 2016, duas turmas de policiais ingressaram na instituição, totalizando 1.058 novos profissionais. Após o curso, os policiais serão designados às Delegacias de Polícia Civil, observando as necessidades de cada unidade.

O Chefe da Polícia Civil, Delegado-Geral João Octacílio Silva Neto, comemora mais este investimento do Governo de Minas para a instituição: “Essa nova nomeação é resultado de muito esforço para ampliarmos o quadro de pessoal e incrementarmos nossas ações de segurança junto à população. É dessa forma que construímos, cada vez mais, uma Polícia Judiciária melhor para todos nós”, conclui.


Acompanhe o facebook da Polícia Civil
Gabinete do Delegado Assistente da Chefia da Polícia Civil
Assessoria de Comunicação – PCMG
(31) 3915-7182 - (31) 3915-7192
imprensa.pcmg@gmail.com

Agentes impedem tentativa de fuga de detentos da Nelson Hungria

Os servidores perceberam quando os três presos já escalavam o muro da unidade prisional; 11 dias antes, outros três presos conseguiram fugir do mesmo presídio


Nelson Hungria
Uma tentativa de fuga por parte de três detentos do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, que fica no bairro Nova Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, foi frustrada no início da manhã deste sábado (30) por agentes penitenciários da unidade. 
A informação foi passada para O TEMPO por um agente penitenciário que não quis ser identificado e confirmada pela Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). A tentativa de fuga foi descoberta por volta das 6h, quando os presos já escalavam o muro da unidade prisional. 
Ainda segundo as informações, a tentativa de escapar da prisão teria acontecido no pavilhão 4. Será feito um registro e os presos responderão a um procedimento, podendo sofrer cancelamento de favores legais, como ter a progressão de pena suspensa.
FONTE: OTEMPO

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Compartilhe esta lista com seus amigos e familiares, ela os ajudará a lembrar dos telefones de emergência e de serviços públicos. Obs.: alguns destes números podem não estar ativos em todas as cidades ou não funcionar com ligações feitas a partir de celulares.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

O SINDASP- MG parabeniza o Agente Penitenciário Wagner Luiz da Silva Machado, do Presídio de Pedro Leopoldo, pelo prêmio de 3º lugar na categoria Ideias Inovadoras Implementáveis do 2º Prêmio Inova Minas Gerais, com a proposta Disque Sistema Prisional 195.

Sindasp - MG
A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sentadas

O projeto consiste na disponibilização de um número de telefone para que a população possa obter informações sobre Sistema Prisional.
Outro projeto vencedor foi do Agente Penitenciário e Pedagogo, Gilton Alves Costa, da Diretoria de Ensino da Subsecretaria de Humanização do Atendimento. O Projeto Biblioteca Asas da Liberdade ganhou o 3º lugar na categoria Iniciativas Implementadas de Sucesso.
O projeto capta doações de obras literárias que são enviadas em kits para as unidades prisionais formarem acervos que são utilizados na educação básica dos presos, bem como no auxílio às unidades que possuem programas de remissão pela leitura.
A solenidade de entrega da premiação aconteceu no último dia 20.12, no Auditório Juscelino Kubitschek, na Cidade Administrativa.
Foto: ASCOM/SEAP

RETROSPECTIVA SEAP

Sindasp - MG

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Um ano marcado pela retórica faceta da valorização fictícia, orquestrada a pão e circo, regrada a remoções arbitrárias de vários guerreiros que ousaram em dizer a verdade - , marca registrada do modelo tirano do dono da pasta.
O Discurso ardiloso e repugnante atrai os percevejos de gabinete e parcela de Diretores 'ad hoc' , contaminados pela síndrome do pequeno poder.
A carteira funcional "vermelha sangue" com a impressão de péssima qualidade é objeto de glória do Secretário - Desembargador, que aliás, poucos tem, devido a falta de planejamento na confecção.
Quanto as ínfimas viaturas, motivo de orgulho do senhor feudal , sem nenhuma contrapartida da sua desastrosa gestão ( recursos do DEPEN), não sana os problemas da frota que opera com 90% dos veículos adquiridos no governo passado.
O destaque de 2017 vai para a tirania do gabinete miliciano que promoveu o caos institucional e fechou as portas para as entidades de classe.
Pois o que prevaleceu neste ano foram os embustes patrocinados por uma corja de neófitos oportunistas que não agregaram nenhum avanço para o Sistema Prisional Mineiro. Pelo contrário não moveram uma palha para as demissões prenunciadas e deixaram a ação correr livre no TJMG.
Fruto desta desastrosa omissão foram as remoções sem critérios técnicos e a extinção da CIESP/RN.
Parabéns Senhor Secretário pelo seu esforço para a aprovação da nossa Lei Orgânica e Aposentadoria Especial junto ao Governador do Estado, que nunca recebeu a sua visita com as propostas. Esse é o comportamento herdado da corte, onde a iniciativa tem que vir do Governador.
Infelizmente estamos a mercê da letargia de um homem, que em tese poderia mudar o rumo da história.
Feliz 2018, porque 2017 o Secretário conseguiu ensombrar!

Wanderson Eustáquio Costa
Vice-presidente do SINDASP-MG

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Agentes penitenciários de Rondônia terão curso de condução de viaturas operacionais


A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) firmou parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para a realização de curso para os servidores que conduzem as viaturas operacionais, bem como a adição de carteira na categoria “D”.

O Secretário de Justiça, Marcos Rocha, ressaltou a importância da execução do curso para os servidores do que fazem o transporte e a escolta de apenados. “Com esse curso, os servidores terão mais segurança no trânsito, porque estarão melhores preparados para fazer as escoltas.”
Segundo o Diretor Geral Adjunto do Detran, Antônio Manoel Rebello, será feito um termo de cooperação para que a parceria entre os dois órgãos seja efetivada.

Governo publica lei para reorganização da carreira penitenciária

Lei corrige distorções que prejudicam há anos uma parcela de profissionais
O governador Reinaldo Azambuja sancionou a lei que altera a normativa referente à carreira penitenciária em Mato Grosso do Sul. Publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (28.12), a Lei 5.123, de 27 de dezembro de 2017, acrescenta o art. 55-A na Lei 4.490, de 3 de abril de 2014, possibilitando a reorganização na vida funcional dos agentes penitenciários.
Conforme a publicação, os servidores que ingressaram no cargo de agente penitenciário até 1º de novembro de 2006 serão reclassificados conforme o tempo de serviço prestado, tendo como período a ser considerado a data de ingresso no cargo da carreira até 1º de setembro de 2017.
Segundo o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Aud de Oliveira Chaves, esta é mais uma importante conquista para os servidores e para a instituição, pois corrige distorções que prejudicam há anos uma importante parcela de profissionais. “Essa correção representa o reconhecimento, por parte do governo estadual, da importância do trabalho desenvolvido pelos servidores”, destacou, após a aprovação da lei.
Para a reclassificação, a nova normativa também pontua que não se aplicam as normas do artigo 54 da Lei 4.490/2014, em que se determina a correlação entre as funções de agente, oficial e gestor penitenciário, previstas na lei 2.518/2002, e a classe a ser classificado.
O texto publicado no Diário Oficial coloca, ainda, que o tempo de serviço exercido, exclusivamente, em cargo comissionado ou por intermédio de contratação temporária não poderão ser computados.
A alteração legislativa foi uma demanda apresentada ao Governo pelos servidores e pela agência penitenciária a fim de regularizar a vida funcional dos agentes penitenciários. O projeto de lei do Executivo recebeu emenda modificativa do deputado professor Rinaldo Modesto, líder do Governo na Casa, e foi votado e aprovado pela Assembleia Legislativa na última quarta-feira (20.12).
Para o presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária (Sinsap/MS), André Luiz Santiago, a alteração dessa lei, vai refletir em melhor qualidade de serviço para os agentes penitenciários. “O governo estadual não só mostrou a sensibilidade com a nossa causa, mas também reconheceu, compreendeu e honrou o compromisso com a nossa categoria, e isso é muito gratificante para cada um de nós, ” afirmou Santiago.
Os servidores que forem reclassificados terão seus interstícios para a promoção contados a partir da reclassificação. Apesar da Lei 5.123/2017 ter entrado vigor com a sua publicação, terá efeitos a contar de 1º de janeiro de 2018.

NOTA DE AGRADECIMENTO



Vimos por meio deste canal agradecermos os colegas do Presídio Alvorada, bem como reconhecer o triunfo do Diretor Regional do SINDASP-MG pela ajuda e manutenção da GUARITA 04 do Presídio Alvorada.

No tocante, a estrutura da unidade é precária, é sabido por todos nós, mas, com recursos próprios dos colaboradores e apoio do Diretor Sindical Uarlei Santos, que esteve à frente da iniciativa de reconstruir a GUARITA 04, que melhorou e muito o nosso labor diuturnamente.

Enfim, devido a inércia do ESTADO, e promessas não cumpridas de candidatos. A intervenção de uma parte dos servidores para o bom funcionamento do SETOR,  conquistou-se um pouco a dignidade para executarmos os trabalhos com excelência.

"Sabemos QUE temos muito para melhorar, porém, apenas um bom começo."

Alexandre Guerreiro
SINDASP/MG NORTE

LUTO - SISTEMA PRISIONAL MG

Whatsapp
28 DEZ 2017




É com pesar que informamos o falecimento do Agente Penitenciário Luiz Gustavo Ferreira,  lotado no Presídio de Manhuaçu MG, o Agente estava acompanhado de sua namorada na noite de ontem (27), quando eles sofreram um acidente de trânsito, à sua namorada veio a óbito na hora, e Ferreira foi conduzido para a UTI, com múltiplas fraturas, mas, ele não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Foto: rede social whatsapp

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Academia do SISTEMA PRISIONAL promove solenidade de entrega dos CERTIFICADOS aos Agentes Penitenciários capacitados para Escoltas Hospitalares e Grupo de Intervenção Rápido (GIR)

Por Alexandre Guerreiro
27 DEZ 2017

Nesta quarta-feira (27),  DIRETORES do SINDASP-MG de Juiz Fora (Zona da Mata) participaram da solenidade de entrega dos Certificados aos Formandos dos Cursos: de Escoltas Hospitalares e GIR. O evento meritório foi promovido pela Academia do Sistema Prisional SEAP/MG.

Os Diretores da SUBSEDE SINDASP-MG, o Everaldo Márcio e o Fábio Carlos ao lado do Diretor Dr. Rodrigo Machado (Presídio Dutra Ladeira) prestigiaram o agraciamento dos notórios Agentes Penitenciários e frisaram à relevância dos diplomados para assumirem as responsabilidades funcionais do dia a dia.

Logo, os Agentes Penitenciários serão os responsáveis pela manutenção da segurança em hospitais e intervenções rápidas no âmbito da Secretaria de Administração Prisional.

SINDASP/MG
ASCOM-NORTE



Bombeiros capturam cobra de 1,60m em telhado de casa no Norte de Minas

A presença de uma cobra Caninana de aproximadamente 1,60m assustou moradores de uma casa do Bairro Residencial Sul, em Montes Claros, no Norte de Minas, na manhã desta terça-feira.
O réptil, não peçonhento, estava no telhando da residência, foi capturado rapidamente por homens do Corpo de Bombeiros e solto em um local apropriado, longe das residências.
Assista:

Agente penitenciário é liberado após delegado entender legítima defesa

Créditos: PATOSAGORA.NET
Agente penitenciário é liberado após delegado entender legítima defesa
O delegado Erico Rodovalho ouviu o agente penitenciário que matou dois assaltantes na noite da última segunda-feira, em um posto de combustível em Patos de Minas. Após várias horas de esclarecimento ele foi liberado.
Veja o que o delegado repassou.
Sirvo-me do presente para prestar os devidos esclarecimentos acerca do ocorrido nesta última semana em Patos de Minas que veio a vitimar duas pessoas com a ação do agente penintenciário.
Do frentista foi subtraído quantia em dinheiro, enquanto que o agente penitenciário que estava abastecendo o seu veículo foi colocado de fora do carro sob apontamento de uma arma de fogo, além de ser subtraído quantia em dinheiro.
Após a subtração, os assaltantes adentraram no veículo, quando foram alvejados pelo agente penitenciário.
Foram efetuados sete disparos pelo agente. Ambos os assaltantes portavam simulacros de arma de fogo. Eram bem semelhantes.
O próprio agente penitenciário acionou a PM e SAMU.
Enquanto era lavrado o boletim de ocorrência, o agente penitenciário se apresentou espontaneamente na Delegacia de Polícia.
Após todos serem ouvidos, F.S.G. foi liberado devido a sua apresentação espontânea e por ter agido com indícios de legitima defesa.

Presos fazem motim na Penitenciária de Dracena

Chega informações de que dois Pavilhões Habitacionais da Penitenciária de Dracena não foram para tranca e de que os presos atearam fogo em colchões. Diretores do Sifuspesp Gilberto Antonio e Marc Souza estão a caminho para averiguar a notícia. O GIR que estava em Pracinha, deslocou-se para a Dracena.

Fonte: Sifupesp

A imagem pode conter: nuvem, céu e atividades ao ar livre

Matéria do G1

Penitenciárias de Dracena e Pracinha registram confusões com envolvimento de presos


Em um dos casos, um funcionário de 39 anos foi agredido a socos e chutes por um detento durante a abertura da cela para o banho de sol.




Por G1 Presidente Prudente

26/12/2017 19h06 Atualizado há menos de 1 minuto






Duas ocorrências de tumultos foram registradas em penitenciária distintas na região de Presidente Prudente nesta terça-feira (26).


No primeiro caso, um agente da Penitenciária de Pracinha foi agredido por um detento no período da manhã.


A Polícia Civil informou que a cela, que fica no raio 6, foi aberta para o banho de sol e um dos presos deu socos e chutes no agente, de 39 anos. O funcionário foi atendido na enfermaria do presídio com dores na perna e um corte no rosto. A polícia ainda relatou que o preso vai ser ouvido posteriormente em uma audiência ainda sem data definida. A vítima deverá passar por exame de corpo de delito.


Já no segundo caso, houve um tumulto na Penitenciária de Dracena, no período da tarde. No local, presos de dois raios se recusaram a voltar para as celas e os agentes que trabalham na unidade precisaram intervir para uma negociação. Com o acordo entre os envolvidos, a situação foi normalizada.


O G1 solicitou um posicionamento oficial da Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP) sobre os dois casos, mas até o momento desta publicação não obteve resposta.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

VÍDEO EXCLUSIVO: Agente penitenciário mata bandidos após ter carro tomado de assalto

Créditos: 
Segunda 25/12/2017 - André Amâncio
Fotos: Aislan Henrique

VÍDEO EXCLUSIVO: Agente penitenciário mata bandidos após ter carro tomado de assalto

Dois assaltantes morreram na noite dessa segunda-feira (25/12), durante um assalto a um veículo de um agente penitenciário. O fato aconteceu num posto de combustível situado na Avenida Marabá, Bairro Alto Caiçaras.
Segundo as primeiras informações, o agente penitenciário estava abastecendo seu veículo, momento que dois homens chegaram e tomaram o carro de assalto. Ao sair do veículo, o agente, que estava armado, abriu fogo contra os assaltantes. Segundo uma testemunha, ao menos quatro disparos foram efetuados. Os dois assaltantes foram atingidos e morreram dentro do veículo.
Uma unidade do Samu chegou a comparecer no local, porém os assaltantes já se encontravam sem vida. A arma usada pelos assaltantes era de brinquedo.

FONTE: PATOS AGORA

FELIZ NATAL - SINDASP/MG

A imagem pode conter: texto

sábado, 23 de dezembro de 2017

SINDASP/MG AÇÃO SOLIDÁRIA

Agentes Penitenciários de Montes Claros fazem repasse de cestas básica neste sábado (23), para famílias carentes



SINDASP/MG
23 DEZ 2017


Mais de 20 famílias carentes foram beneficiadas com a doação de cestas básicas, na manhã deste sábado (23). A arrecadação foi feita pela Diretoria da SUBEDE SINDASP/MG NORTE para o "Natal". Na sede da instituição em Montes Claros, no bairro São Judas, as doações foram destinadas a pessoas cadastradas no projeto.

Durante a solenidade de entrega de cestas básicas, os Agentes Penitenciários Alexandre Guerreiro, Uarlei Santos e delegados sindicais distribuíram meia tonelada de alimentos (20) cestas básicas, uma forma de oferecer um presente às famílias de baixa condição financeira.

Cada cesta corresponde ao valor de R$ 60 e foram doadas em dinheiro, em alimentos ou mesmo feitas por meio de ligações telefônicas. A arrecadação iniciou no mês de novembro e finalizou no último dia 22. Os Diretores Sindicais recorreram aos filiados em busca das doações motivando-os para a arrecadação de fim de ano.



ASCOM – SUBSEDE NORTE
SINDASP/MG

Nota de esclarecimento


Após a publicação da Portaria nº 28/2017, que trata da realocação de servidores e redistribuição de armamentos, equipamentos e viaturas da CIESP-RN, o SINDASP-MG vem esclarecer que tal portaria vai totalmente contra o que foi acordado pela Superintendente da SSPI, Sarah Simões, em reunião com o Sindicato e agentes da unidade realizada no último dia 15 de dezembro.
Na ocasião, a Superintendente da SSPI e o Secretário Adjunto, Marcelo José, garantiram que as remoções para as unidades seriam de caráter provisório e emergencial por trinta dias. Ambos descartaram a hipótese de remoção definitiva e a extinção da CIESP/RN. Porém, tal caráter provisório não foi mencionado na Portaria publicada.
Mais uma situação de descumprimento dos compromissos assumidos pela SEAP demonstrando a TOTAL DESCREDIBILIDADE DA PASTA E A POSTURA AUTORITÁRIA do Secretário. Esta situação entra para as inúmeras ações tomadas pelo mesmo sem qualquer diálogo ou com um pseudo-diálogo, apenas para ludibriar a categoria.
Os Agentes Penitenciários já não acreditam nesta gestão, não acreditam em qualquer compromisso assumido pela Secretaria, até mesmo aqueles documentados, e a cada dia a mesma faz com que sua DESCREDIBILIDADE só aumente.
O SINDASP-MG informa que já está tomando todas as providências cabíveis para que a situação seja resolvida e reforçando as cobranças para que a SEAP honre seu compromisso para com os Agentes da CIESP-RN.
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Nenhum texto alternativo automático disponível.

sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Novo convênio do SINDASP-MG!

A imagem pode conter: texto

A Priorize Rede de Ensino irá abrir a 1° Turma do Curso Superior Sequencial de Gestão em Segurança Pública e Privada em Belo Horizonte - MG. Descontos exclusivos aos Agentes filiados.
Matrículas acontecerão do dia 15/02/2018 ao dia 24/02/2018.
 Curso Superior Sequencial reconhecido pelo MEC, Portarias n.482, de 7 de abril de 2000,n 606, de 8 de abril de 1999.
 Dias de aulas: Aos Sábados presenciais (A cada 15 dias/ sábados intercalados).
 NOVIDADE: Prática de em armamento e tiro (Opcional), aula teórica e prática;
 Carga Horária: 720 hs;
 Requisitos: Ensino Médio Completo.
VAGAS LIMITADAS!!!
Início do Curso:
📚 24/02/2018 📚
Quem somos 👇🏻
Instagram: @PriorizeRedeDeEnsino
Coordenador Geral
Neto
Contato WhatsaApp:
📲 (34) 9 9107-3278