sábado, 26 de novembro de 2016

Após atentado a diretor, agentes apreendem 50 celulares em presídio

Secretaria de Administração Prisional fez operação em Passos.
Carro de diretor da unidade foi alvo de 9 tiros na última segunda-feira.


Agentes da Seap e policiais civis reforçam segurança no Presídio de Passos (Foto: Reprodução EPTV)
Agentes da Seap e policiais civis reforçam segurança no Presídio de Passos (Foto: Reprodução EPTV)
Cinquenta celulares e uma quantidade de drogas foram apreendidos dentro do Presídio de Passos (MG) nesta sexta-feira (25). A operação foi feita por policiais do Batalhão de Operações Especiais de Belo Horizonte (MG). A ação aconteceu quatro dias após o diretor do presídio sofrer uma tentativa de assassinato.
A vistoria começou por volta de 6h. Ao todo, 45 policiais do Batalhão de Operações Especiais, além dos agentes penitenciários, encontraram os celulares e droga dentro do presídio. A área em torno da unidade prisional foi isolada. Segundo o diretor regional da Secretaria de Administração Prisional (SEAP), não houve violência durante a ação.
"Nós trabalhamos respeitando a dignidade da pessoa humana e trabalhamos dentro da legalidade. Haja visto que vocês estão vendo aqui que não tem problemas de bomba, incêndio, destruição e sim tranquilidade. É claro que nós temos que fazer o procedimento, os presos foram colocados no pátio, nós entramos nas celas e fizemos o que tinha que ser feito", disse o diretor regional da SEAP, Adriano de Souza Silva.
No entanto, familiares dos presos que passaram o dia em frente ao presídio disseram que os agentes usaram violência e deixaram os detentos sem as refeições.
"Estão sem comer, sem beber água, eles estão fazendo o maior descaso com os presos, e tem preso machucado lá dentro. E falaram que vão cortar as visitas do fim de semana dos presos, para gente não ver os presos machucados", disse Janaína de Fátima Ferreira, que é irmã de um dos presos.
"Desde ontem os presos estão apanhando lá dentro, isso é uma covardia. Pelas coisas que acontecem aqui fora, os presos estão pagando", disse a comerciante Maria Joelma da Silva.
Segundo o diretor regional da Seap, a vistoria foi feita para tentar combater a ação de criminosos dentro do presídio.
"Nós temos que mostrar o braço forte do Estado e as forças de segurança pública têm horas que precisam mostrar energia. Então nós agimos com energia para mostrar para os criminosos que não permitiremos de forma alguma atentados contra os nossos servidores", completou o diretor regional da SEAP.
Ação após atentado
A ação da secretaria acontece quatro dias após o diretor do presídio sofrer um atentado. Por nota, a Seap informou que também foram feitas mudanças na diretoria da unidade.

Na noite da última segunda-feira (21), o diretor do Presídio de Passos sofreu um atentado no bairro Jardim Panorama. Celso Izidoro estava entrando no carro quando um rapaz se aproximou e trocou tiros com o diretor. Uma câmera de segurança registrou toda a ação.
Nas imagens é possível ver quando o diretor do presídio entra no carro. Logo em seguida, aparece um rapaz que vai até o veículo e troca tiros com o diretor. O rapaz sai correndo. Enquanto tudo acontece, um outro rapaz surge atrás do carro, mas logo foge.
Carro de diretor do Presídio de Passos fica cheio de marcas de tiros (Foto: Reprodução EPTV)
Carro de diretor do Presídio de Passos ficou cheio de marcas de tiros (Foto: Reprodução EPTV)
Ao todo, nove disparos atingiram o carro do diretor. Ele foi levado para o Hospital São José com escoriações. Ainda durante a noite de segunda, um adolescente de 16 anos deu entrada na Santa Casa com ferimentos de bala. Para a Polícia Militar, ele confessou que queria matar o diretor e roubar a caminhonete dele. Mas, para a Polícia Civil, ele negou essa versão.
Nesta quinta-feira (24), a polícia apreendeu mais um menor suspeito de envolvimento no crime. Segundo a polícia, o menor se apresentou à delegacia na tarde de quinta-feira junto com uma irmã e confessou ter participado da ação. Aos policiais, o jovem afirmou que se tratava de uma tentativa de assalto. Como não havia flagrante e nem mandado de prisão, ele foi ouvido e liberado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.