domingo, 23 de outubro de 2016

Cármen Lúcia inicia 'blitz' de presídios no Rio Grande


Presidente do STF e do CNJ quer verificar in loco situação das penitenciárias para discutir providências com autoridades estaduais
Ministra Cármen Lúcia inicia
PARNAMIRIM (RN) - Em sua primeira "blitz" para conferir a condição dos presídios brasileiros, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, encontrou nesta sexta-feira, 21, uma cela com 30 presas e visitou uma penitenciária onde o número de presos é o dobro da capacidade. Escoltada por agentes do Grupo de Operações Especiais, Cármen começou pelo Rio Grande do Norte a maratona de viagens que pretende fazer pelo País.
"A verificação in loco é exatamente para saber o que se tem, o que é preciso fazer para melhorar, para tornar mais dignas as condições de cumprir as penas tal como a legislação brasileira prevê", disse a ministra a jornalistas. 
No Rio Grande do Norte, Cármen visitou a penitenciária federal de Mossoró e depois o Centro de Detenção Provisória de Parnamirim e a Penitenciária Estadual de Parnamirim, município a 14 km de Natal. Esses dois últimos presídios estão com superlotação e condições físicas "muito ruins", segundo a ministra. 
No Centro de Detenção Provisória, as autoridades potiguares demonstraram preocupação com a segurança da ministra já na sua chegada. "Tá seguro, tá seguro?", questionaram os agentes, enquanto a ministra, com um exemplar da Constituição Federal em mãos, já se dirigia ao corredor, onde viu uma cela com 30 mulheres.
"Boa tarde, hoje é dia de visita pra vocês, né? Estamos vendo as condições para tentar melhorar", disse Cármen, em uma rápida conversa com as presas. "Vamos ver o que a gente pode fazer pra ajudar", afirmou, despedindo-se do centro sob aplausos. Já na penitenciária estadual, palco de frequentes rebeliões e motins, Cármen passou por corredores estreitos e mal iluminados - a penitenciária tem capacidade para 290 presos, mas abriga atualmente 547. "Mossoró é um presídio de segurança máxima, então as condições lá são muito especiais. Mas aqui (em Parnamirim) há realmente muito a ser feito. Tem muito o que se fazer, muita coisa para melhorar em condições de dignidade. Tudo impressiona", disse Cármen, que conferiu as instalações acompanhada pelo secretário da Justiça e da Cidadania, Wallber Ferreira, e pela secretária do Gabinete Civil do governo potiguar, Tatiana Mendes Cunha. 
Providências. Com as visitas às penitenciárias, Cármen quer criar pontes com as autoridades estaduais, no âmbito do Judiciário e do Executivo, no sentido de discutir medidas e adotar providências para melhorar as condições da população carcerária. Nesta sexta, reuniu-se com o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Cláudio Santos, e com juízes que atuam na área de execução penal para discutir o tema.
"A ideia é tentar adotar medidas e providências necessárias junto com outros órgãos do Executivo, pra que a gente possa melhorar essas condições efetivamente. Onde há excesso de presos, ver como a superlotação pode ser superada, ver onde há presos provisórios, como ajuizamos com os juízes. O número de presos provisórios é muito grande, em condições absolutamente degradantes", disse a ministra.
O combate à situação precária dos presídios é uma das prioridades da gestão de Cármen à frente do CNJ, órgão que desenvolve ações voltadas para o sistema carcerário, a execução penal e a implantação de medidas socioeducativas. Entre os principais problemas do sistema prisional apontados pelo CNJ estão a superlotação, o déficit de servidores, a falta de políticas de reintegração social voltadas para os presos e os índices de mortalidade, por conta de surtos de doenças como tuberculose, HIV, hepatite e sífilis.
Sob a condição de anonimato, agentes penitenciários relataram ao Estado as duras condições de trabalho enfrentadas. No Complexo Penitenciário João Chaves, por exemplo, servidores trabalham com esgoto a céu aberto e gastaram do próprio bolso com uniforme, instalação de um sistema de vigilância interna e até com remédios para as detentas. A distribuição de absorventes às 128 presas, a maioria condenada por tráfico de drogas, depende da doação feita por instituições de caridade.
"A situação dos presídios é calamitosa em todo o País, e a culpa é de todo o sistema de segurança pública dos Estados e do governo federal", reconhece o secretário da Justiça e da Cidadania, Wallber Ferreira. "Ela (Cármen) veio em missão de paz, tendo uma visão de chefe do Judiciário. Foi respeitosa, não foi deselegante com a gente", completou Ferreira.
Entre as soluções em discussão para aperfeiçoar o sistema estão o monitoramento da destinação de recursos do Fundo Penitenciário Nacional, a retomada de mutirões carcerários e forças-tarefas, além da capacitação profissional de presos e o aperfeiçoamento dos diagnósticos elaborados pelo CNJ, no sentido de tornar os juízes das varas de execução penal fiscais da política penitenciária em cada presídio.
FONTE: ESTADÃO

sábado, 22 de outubro de 2016

DIREITO DE RESPOSTA - CANAL DEMOCRÁTICO



Em primeiro momento faço questão de esclarecer o que está acontecendo em respeito a etimologia da para palavra servidor. Ou seja se eu sirvo a sociedade em ato continuo em a devo satisfação.

22 de setembro de 2016. 

Prezados Senhores da SEAP, 

Apresentando meus cordiais cumprimentos, diante da adversidade ocorrida, na data de ontem, na Portaria do CERESP Contagem, Unidade Prisional a qual estou como como Gestor desde junho do corrente ano, envolvendo Servidores daquele estabelecimento e colegas Servidores da Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho (PDMC); presto-me a realizar alguns esclarecimentos quanto a esse dissabor vivenciado, conforme a seguir exposto: 
Por volta das 15:35h do referido dia, encontrava-me desenvolvendo minhas atividades na sala da Direção da unidade, momento em que recebi a ligação da Agente de Segurança Penitenciário que estava responsável pela vigilância da Portaria daquele CERESP, Sra. Keren, informando que um ASP da guarnição de escolta da PDMC havia chutado o portão da unidade e adentrado sem se identificar, e que outro estaria gritando na área de segurança logo à frente do portão de acesso.

Dessa forma, fui até o local para averiguar o fato e me deparei com um colega ASP do GETAP da PDMC com os ânimos visivelmente exaltados. Assim, com o fito de apaziguar a situação e me inteirar do ocorrido mais detalhadamente, solicitei ao referido ASP que fizesse a gentileza de aguardar do lado de fora, uma vez que o diálogo entre os envolvidos estava acalorado, bem como pelo diminuto espaço físico do local. 
Ocorre que, em resposta à minha solicitação, o servidor me tratou com falta de respeito e urbanidade e se retirou do local aos gritos. Ainda, não satisfeito com todo o mal-estar causado, acionou a Polícia Militar para que fosse lavrado um Boletim de Ocorrência contra mim e demais servidores do CERESP, sob alegação de que havíamos maltratado a guarnição e impedido a entrada destes nas dependências da unidade.

Ao procurar saber detalhes do ocorrido, a ASP da Portaria me informou que foi surpreendida com fortes batidas no portão da UP e que, ao abrir a portinhola para ter visão do que estava sucedendo, viu que se tratava de um Agente, momento em que, seguindo protocolos de segurança, solicitou a sua identificação. Entretanto, conforme relato da servidora, o referido ASP empurrou fortemente o portão para dentro e falou: "Eu não posso entrar?", tendo a Agente perguntado novamente quem ele era e o que desejava, foi ignorada pelo ASP e, não conseguindo contê-lo, este adentrou sem autorização e foi direto para o filtro encher duas garrafas com água.
Foi lavrado o REDS de n° xxx(INSERIR), cujo histórico da ocorrência segue anexo. Ante aos desdobramentos dos fatos, imediatamente dei conhecimento do ocorrido ao Sr. Subsecretário de Segurança Prisional, ao Diretor de Segurança Externa e à Assessoria de Informação e Inteligência.
Compareceram no local membros do Sindicato dos Agente de Segurança Penitenciários e da Corregedoria da SEAP. Ademais, consoante normas administrativas, oportunamente será encaminhado à Corregedoria procedimento instrutório acerca  dos fatos desencadeados no local. 

Ultrapassados os esclarecimentos da situação, passo a expor minha manifestação pessoal referente ao infortúnio: 

Com muita honra e orgulho, sou Agente de Segurança Penitenciário há 13 anos e, em todo esse tempo, venho sonhando e lutando por um Sistema mais humanitário e digno para se trabalhar. Sempre com muito empenho, desenvolvi minhas atividades em várias áreas e setores da Secretaria, nunca me esquecendo do valor e respeito da farda que cobre meu corpo. Atualmente, estou exercendo o cargo de Diretor-Geral do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional de Contagem, onde, malgrado todas as dificuldades e deficiências que todos nós enfrentamos, tenho me esforçado para propiciar um ambiente mais sadio e agradável para todos nós que laboramos com o que a sociedade entendeu não servir para ela e nos incumbiu de mantê-los segregados e em segurança.  
Infelizmente, o ocorrido na data de ontem foi uma situação lamentável e, com o intuito de denegrir minha imagem, comentários falaciosos acerca dos fatos tem se disseminado nas redes sociais. Entre um destes relatos, tem se espalhado que eu havia impedido a entrada dos Agentes  Penitenciários no CERESP e que falei que "a cadeia é minha". De proêmio, nunca me referi a ninguém com tais dizeres, pois, além de repudiar gestores arcaicos que, em um passado recente, utilizavam tal expressão como forma de se impor, alimentando a medíocre necessidade de se sentir melhor que alguém; entendo perfeitamente minha função de Diretor-Geral de um estabelecimento prisional e tenho a convicção de que não é com essa finalidade que conduzo meus trabalhos. Ademais, em nenhum momento obstacularizei ou impedi a entrada de Agentes naquela unidade, o desencadeamento da situação se deu daquela forma unicamente pela negativa de identificação por parte do Servidor, enquanto a solicitação para que aguardasse do lado de fora foi para evitar desentendimentos maiores e ouvir os dois lados para que pudesse resolver o ocorrido.

Quanto à informação de que neguei água para os custodiados que se encontravam na viatura, é com grande repúdio que contesto e digo ser mentirosa tal imputação. Todos aqueles que em algum momento trabalharam ao meu lado sabem muito bem a perspectiva humanista e valores que carrego para o Sistema Prisional, principalmente no que pertine à humanização das penas à luz da Constituição Federal e Tratados Internacionais de Direitos Humanos; assim, na qualidade de um operador do Direito e, antes de tudo um ser humano, jamais negaria água para quem quer que seja. Ressalto que em meu histórico no Sistema, com honradez, exerci o cargo de Diretor de Atendimento e Ressocialização de uma unidade reconhecida nacionalmente pela excelência em tal quesito, o Presídio Antônio Dutra Ladeira, local onde pude aprender, desenvolver e valorizar o tratamento humanitário dentro das unidades prisionais e os resultados benéficos que traz para toda a sociedade. 
Por derradeiro, registro o presente relato afirmando que estou contrariado com o ocorrido e espero que, em um futuro próximo, os fatos sejam devidamente esclarecidos. 
Um abraço fraternal a todos, com meus sinceros pedidos de desculpas pelo mal entendido a toda nossa honrosa classe de Agentes de Segurança Penitenciários, bem como aos demais servidores da SEAP. 

Cordialmente, 

Rodrigo Clemente Malaquias 
Agente de Segurança Penitenciário 
Diretor-Geral do CERESP Contagem


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

SEAP/MG DIVULGA RESULTADO FINAL DO CONCURSO DE AGENTE PRISIONAL

AÇÃO SOLIDÁRIA - TODOS PELO AGENTE BRUNO (NOVO CRUZEIRO)

SINDASP-MG recebe pedido de apoio para organização de caravanas


Na manhã desta sexta-feira (21.10), o SINDASP-MG, na figura do Diretor Daniel Anunciação, e o ASP Leonardo Leandro, receberam o Agente Penitenciário Edvaldo Machado que esteve na sede do Sindicato para pedir apoio na organização de caravanas para Brasília para as sessões das Comissões de Segurança Pública, Orçamento, Constituição e Justiça, onde serão colocadas em pauta as PECs 14/16 e 308/04.
Diretor Daniel deixou claro ao Agente Edvaldo que um grande trabalho de mobilização política tem sido realizado desde o início da tramitação destas preposições pelo SINDASP-MG, através do Presidente Adeilton Rocha e do Diretor Carlos Alberto, que também são membros da Diretoria da Fenaspen. O ASP Leonardo enfatizou que o momento pede união da categoria para conseguir o tão sonhado reconhecimento com a criação da Polícia Penal.
Por fim, o ASP reconheceu a importância do trabalho realizado pela Fenaspen. Ficou-se então deliberada um novo encontro para a evolução da organização das caravanas, onde serão definidos critérios, quantitativo e suporte logístico.

ASSISTA O VÍDEO: Drama do agente baleado durante a rebelião na PNH - DESCASO DO ESTADO DE MG

Gravíssimo: Polícia Federal “invade” Senado e “estoura” “ESTADO PARALELO” … Já prendeu 4

senado estado paralelo

A Polícia Federal prendeu, nesta sexta-feira, quatro policiais legislativos, ou seja, que trabalham dentro do Congresso, na operação batizada de Métis. Eles são suspeitos de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato, indo até a casa de Senadores e retirando as escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
Ao todo, a PF cumpriu nove mandados judiciais, todos em Brasília, sendo quatro de prisão temporária e cinco de busca e apreensão, um deles nas dependências da Polícia do Senado. Os mandados foram expedidos pela 10º Vara Federal do Distrito Federal.
De acordo com a PF, foram obtidas provas de que o grupo, liderado pelo Diretor da Polícia do Senado, tinha a finalidade de criar embaraços às ações investigativas da Polícia Federal em face de senadores e ex-senadores. Em uma ocasião, o diretor da Polícia do Senado ordenou que os policiais da Casa intimidassem a Polícia Federal, que ia cumprir mandado expedido pelo Supremo Tribunal Federal no apartamento de um senador.
Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa armada, corrupção privilegiada e embaraço à investigação de infração penal que envolva organização criminosa.
O nome da operação faz referência à Deusa da proteção, com a capacidade de antever acontecimentos.
Veja

SISTEMA PRISIONAL - FACA NA CAVEIRA!

 "Louvado seja o Senhor, minha força, que adestra minhas mãos para a guerra. Minha virtude e fortaleza, Meu salvador e libertador. Meu escudo, é Nele que eu confio"

FONTE: Willian Steve

AGENTES PRISIONAIS DO NORTE DE MINAS - RESPONDEM!

Nas REDES SOCIAIS um dono da VERDADE ABSOLUTA (QUE NÃO É DO SISTEMA PRISIONAL) ATACA AGENTES PRISIONAIS rotulando uma turminha do MAL na REGIÃO NORTE DE MINAS. Por que do MAL?

O SISTEMA PRISIONAL VAI DE MAL A PIOR...
SEM LEI ORGÂNICA...
ESCALA DE TRABALHO CAUSTICANTE...
NÃO É PAGO O EPI (EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL...
NÃO TEMOS APOSENTADORIA ESPECIAL...
NOSSAS PROMOÇÕES E PROGRESSÕES NÃO ESTÃO EQUIPARADAS COM AS DEMAIS FORÇAS DE SEGURANÇA...
FALTA INVESTIMENTO NO SISTEMA PRISIONAL PARA TRABALHARMOS COM SUPREMACIA DE FORÇA, SEGURANÇA, ETC...


SOMOS CONTRA A MUTILAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL POR MANIPULAÇÃO POLÍTICA!

NOVAS TURMAS - FAÇA JÁ SUA INSCRIÇÃO - MEAF o curso será realizado no CLUBE MONTES CLAROS DE TIRO AO ALVO

 CURSO VOLTADO PARA ALUNOS DO CFTP 2016, E TAMBÉM CIDADÃOS DE BEM DE MONTES CLAROS E REGIÃO DO NORTE DE MG

*Aberto as inscrições para qualquer cidadão maior de 21 anos com conduta ilibada.


CURSO MEAF


Manuseio e Emprego de Arma de Fogo


Data do curso: Dia 29 de Outubro de 2016. (Sábado)



Sendo 80 (oitenta) disparos por aluno intercalados entre os calibres: 

35 disparos de Pistola

(25 de. 380 e 10 de .40)

15 disparos de revolver .38

6 disparos de espingarda. 12

12 disparos de Carabina Puma 

12 disparos de carabina. 22


Legislação e Regras de Segurança. 


O CURSO:

Visamos habilitar, capacitar e aperfeiçoar as técnicas de tiro, assim aprimorar  os fundamentos do Operador que irá utilizar das seguintes armas:

Revólver, Pistola, Espingarda Calibre 12 e Carabina Puma.

Atenção! 

Colegas e amigos que não são operadores da segurança pública mas desejam aprender a manusear e praticar com armas de fogo. O instrutor Márcio Cleiton e o Instrutor Roberto Nascimento (credenciado junto à Polícia Federal, e oferecem o "MEAF" com as cargas: "6 horas de instruções teóricas e 6 horas com instruções práticas, com pistolas calibres .380, calibre .40" (apenas para operadores de segurança pública)  revólver 38, carabina .38, rifle 22, e espingarda 12. 

Ao final do curso os alunos receberão o certificado de capacitação em manuseio de armas de fogo nos calibre descritos.

PÚBLICO ALVO: Voltado para os candidatos do CFTP/2016, e também aberto ao cidadão com idade acima de 21 anos, e quem não tem conhecimento com os armamentos ou simplesmente precisa aperfeiçoar o manuseio.

VALOR DO  MEAF: R$500,00 dividimos  até 2 x no cartão. 

Resultado de imagem para visa master

Preço à vista: R$450,00

PACOTE PROMOCIONAL:


Laudo de capacitação técnica e Laudo psicológico + MEAF no valor de R$ 780,00 - (Incluso certificado assinado por Instrutor de Armamento e Tiro credenciado junto a Polícia Federal e o Exército).

*O curso será realizado no CLUBE MONTES CLAROS DE TIRO AO ALVO.




CONTATO: A.S.P Márcio 
(38)99201-5579 WhatsApp

 Roberto Nascimento: 
(38) 99812-0444 WhatsApp

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

NCST E LINCOLN PORTELA PEDEM PELA APROVAÇÃO DA PEC DA POLÍCIA PENAL


SINDASP/MG NA LUTA PELA POLÍCIA PENAL EM BRASÍLIA
NCST e Lincoln Portela pedem pela aprovação da PEC da Polícia Penal

Nesta semana, o deputado federal Lincoln Portela esteve na companhia de uma comitiva de representantes da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST) na Câmara dos Deputados. Os integrantes da comitiva visitavam o parlamento para cobrar a aprovação da PEC 308/2004, que trata da criação da Polícia Penal. A matéria está pronta para a Pauta no Plenário.

SERVIÇÃO! Agentes Penitenciários do Presídio Regional de Montes claros efetuaram a prisão de um criminoso após uma tentativa de assalto

FONTE: "WhatsApp"





Uma mulher presenciou um assalto e pediu ajuda para Agentes Prisionais que passavam no momento da ocorrência, os Agentes atenderam prontamente a solicitação de ajuda e conseguiram, rapidamente, deter o criminoso.

O hábito de um mototaxista de guardar o controle do alarme da moto no bolso permitiu que ele impedisse que o veículo fosse roubado. A tentativa de assalto foi registrada no Bairro Jaraguá, em Montes Claros (MG), nesta quinta-feira (20). 

Um rapaz foi detido por agentes prisionais e uma réplica de arma foi apreendida.


“Eu estava vindo do bairro para o Centro, parei e logo percebi que ele estava com uma arma, ele anunciou o assalto e ordenou que eu entregasse a moto”, fala Edwilson Alves da Silva, que sempre anda com o controle separado da chave da moto.

O mototaxista suspeitou que a arma usada pelo assaltante não era de verdade, ao ouvir o barulho que ela fez ao ser engatilhada. Após levar um tapa na nuca, Edwilson entregou a moto e saiu correndo, poucos metros depois acionou o alarme, que impede a moto de andar.

Para o subtenente Celestino Rocha, a tranquilidade da vítima em não reagir e acionar o alarme foram fundamentais para que o assaltante fosse preso.

“Ela visualizou a situação do assalto e ao mesmo tempo viu uma viatura do sistema prisional passando pelo local, logo pediu o apoio deles, que conseguiram detê-lo em um lote vago”, conta o subtenente.
Como o criminoso tentou fugir, ele teve "escoriações" e teve que receber atendimento médico. A réplica de arma foi apreendida com ele.


NOTA MERITÓRIA
Resultado de imagem para FACA NA KAVEIRA
PARABÉNS AOS GUERREIROS DE MONTES CLAROS!

PASTOR & CONFERENCISTA ALEXANDRE BRUNO


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

AGENTES PRISIONAIS DO NORTE DE MINAS APOIAM O COMANDO SEAP/MG

É perca de tempo Audiência Pública para tratar cargos de chefia

Se depender do Agente Prisional essa Audiência Pública será um fiasco. É pura UTOPIA discutir CARGO COMISSIONADO, por que não DISCUTIR LEI ORGÂNICA?

Em pouco TEMPO o NOVO COMANDO SEAP/MG; já começou ORGANIZAR o SISTEMA - RESOLUÇÃO de Estande de Tiro, Inclusão do SISTEMA PRISIONAL no RED'S e mesmo sendo político os comandos demonstram serem técnicos.

Enfim, o NORTE de MINAS apoia em peso o COMANDO SEAP até a deliberação da LEI ORGÂNICA.

Lincoln Portela reafirma em pronunciamento a necessidade de criação da Polícia Penal


A situação caótica do sistema prisional brasileiro voltou a ser denunciada pelo deputado federal Lincoln Portela nesta terça-feira (18):
“O que está acontecendo hoje é só o começo de algo que já vem acontecendo há mais tempo, mas agora as coisas estão se revelando de uma maneira mais nítida. Enquanto 108 mil agentes penitenciários não forem transformados em polícia e o Governo não der a atenção devida ao sistema prisional brasileiro, as coisas continuarão dessa maneira.”
A proposta de emenda à constituição de nº 308/2004 dispõe sobre a criação da Polícia Penal e está pronta para a Pauta no Plenário.

CORLEONE RESPONDE VÍDEO DO DEPUTADO MISSIONÁRIO MÁRCIO SANTIAGO

AS ELEIÇÕES DE 2018 - COMEÇAM A ESQUENTAR NO SISTEMA PRISIONAL

FONTE: WhatsApp


Até que enfim, apareceu o Missionário Márcio Santiago...

Neste vídeo ele, tenso, fala sobre sua atuação, entretanto vimos só o feijão com arroz.

Queremos é:
*projetos de lei sendo protocolados em nosso favor e mobilização pra aprova-los;

*discurso em nossa defesa na tribuna quando somos ultrajados e não o silêncio que parece estar em cima do muro;

*visita em todas as unidades conforme prometido em vídeo que iria nos seis primeiros meses fazer;

*"REAL" atuação contra o assédio moral. Tanta gente tendo esta dificuldade e nenhum discurso, nenhum pronunciamento;

*efetivo apoio a quem sofre acidente, familiares de agentes mortos. Pelo menos mande uma assessoria;

*fale algo sobre a carga horária.... 

*queremos tambem que os servidores tenham o direito de criticar sua legislatura sem que recebam estes apelidos de DESUNIDOS, DESAGREGADORES, enfim...

VÍDEO: 

Mandou só 500 mil para as Unidades? O Cabo Júlio que foi votado pela pm mandou bem mais.

Na verdade. Muitos sairam fora do Márcio Santiago quando viram que após ele ganhar as eleições, ele simplesmente deixou de ser aquele garoto humilde e acessível para se tornar um deputado blindado e de difícil acesso.

Em um mês de mandato eu presenciei o M. Santiago pedir eu para cortar uma lista de 30 pessoas pra atender, passando para seis pessoas. Pois segundo ele era muita gente. 

Tambem vi ele dando volta na porta para quem estava na porta do gabinete não visse a saída ou entrada dele. 

Por fim, não só eu quanto vários viram ele dizer que não teve mais que 8 mil votos de Agentes.

DESCULPA MÁRCIO. NÃO É NADA CONTRA A PESSOA DO MÁRCIO. MAS É APENAS UMA RESPOSTA AO VÍDEO DO PARLAMENTAR.

Henrique Corleone

PM chega em casa na Baixada Fluminense e encontra a família assassinada

O sargento Cristiano, com a mão no rosto: ele encontrou os parentes mortos

Um policial militar do 5º BPM (Praça da Harmonia) encontrou sua família morta ao chegar em casa, nesta quarta-feira. Segundo as primeiras informações do 21º BPM (São João de Meiriti), o sargento Cristiano José Martins abriu a porta de sua residência, na Rua Bom Jardim, no bairro Parque Tietê, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, por volta das 8h, e encontrou os corpos de sua mãe, de seus irmãos e de duas crianças. O cachorro da família também foi morto.



A movimentação policial na casa onde ocorreram as mortes

 A porta dos fundos da casa estava arrombada, indicando que os bandidos entraram por ali. As vítimas foram identificadas como Marilene José Martins, de 60 anos, Fernando José Martins, de 36, Kauane, de 7, e Hester, de 5. As crianças estariam sendo cuidadas por Marilene. Elas seriam primas de criação do sargento Cristiano.

O local foi isolado para a realização de uma perícia. Ainda de acordo com o 21º BPM, o local onde ocorreu o crime fica perto do Morro do Azul, que é controlado por uma facção criminosa. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. Policiais da especializada estão na casa.


Moradores da rua se revoltaram com a tragédia

 Pessoas que moram perto da casa onde ocorreu a tragédia estão revoltadas com o crime. Muitos estão na rua. Equipes do 21º BPM, com o apoio do 20º BPM (Mesquita), fazem buscas na região para tentar localizar suspeitos do crime.

Procurada para comentar o crime, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou apenas que "essa ocorrência está com DHBF".

FONTE: EXTRA.GLOBO



O AGENTE PRISIONAL E VEREADOR MAIS BEM VOTADO DA CIDADE DE UNAÍ NÃO FOGE A LUTA - EUGÊNIO FERREIRA VESTE A CAMISA DO SISTEMA


Participamos ontem 18/10/2016 na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, da Audiência pública promovida pelo Deputado sargento rodrigues, onde podemos discutir sobre o projeto de prova de títulos(computação de pontos) para os Agentes Penitenciários e Socioeducativo para os que já trabalham ou trabalharam no sistema, o intuito e valorizar a mão de obra qualificada para o próximo concurso, foi discutido a possibilidade de prorrogação dos contratos, uma vez que existem um déficit muito grande de agentes, mesmo com a posse dos novos agentes não atendem a demanda, cobramos melhores condições de trabalho, melhorias nas estruturas físicas das unidades dando assim melhores condições de trabalho e a valorização dos servidores tanto da segurança bem como do Administrativo e o não parcelamento dos salários, solicitamos também ao nobre deputado que nos ajude junto ao governo para ampliação das câmaras de olho vivo em nossa cidade.Participaram da audiência servidores e lideranças de varias regiões do estado bem como associações e sindicatos da categoria.

Diretor de presídio tenta entrar com celulares para os presos e é flagrado

Ele alegou que foi ameaçado por um dos presos.
Segundo a SAP, caso será investigado e servidor está sujeito à demissão.

Penintenciária de Mongaguá, SP (Foto: Reprodução / TV Tribuna)
Penitenciária de Mongaguá, SP
(Foto: Reprodução / TV Tribuna)

O diretor do Centro de Trabalho e Educação do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) deMongaguá, no litoral de São Paulo, tentou entrar no presídio com aparelhos celulares e carregadores nesta segunda-feira (17). Ele alegou que foi ameaçado pelos presos.
Segundo informações obtidas pelo G1, o diretor Sérgio Henrique Bolant Martins da Cunha tentou entrar no local com três celulares e 24 carregadores em uma pasta, por volta das 6h50.

De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária, o funcionário alegou que teria sido ameaçado por um preso e, por isso, tentou entrar no local com os objetos.

Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Mongaguá, e foi instaurado Procedimento Apuratório Disciplinar e Preliminar para averiguação dos fatos. O servidor está sujeito à pena de demissão do serviço público.
O CPP de Mongaguá fica no Balneário Arara Vermelha e tem uma capacidade para receber 1.640 presos - atualmente, tem 2.594. A penitenciária funciona no regime semiaberto, onde os presos podem trabalhar durante o dia e voltar a unidade prisional para dormir na cela durante a noite.
FONTE: G1

terça-feira, 18 de outubro de 2016

VÍDEO DO DEPUTADO MISSIONÁRIO MÁRCIO SANTIAGO SOBRE ATUAÇÃO NO SISTEMA PRISIONAL - VEJAM NA ÍNTEGRA


O blog do Alexandre Guerreiro é um canal de comunicação INTERATIVO - não temos vínculo partidário, não temos função de cargo comissionado junto ao governo e atuamos com notícias em tempo real, que são veiculadas nas redes sociais, WhatsApp, Facebook e outros meios. Assim, conferimos o vídeo do Deputado da Família o Missionário Márcio Santiago que pronunciou ELUCIDAR sua situação parlamentar na abrangência do SISTEMA PRISIONAL. Destarte, que o Deputado está no meio do MANDATO, mas, nosso CANAL é DEMOCRÁTICO e todos tem VOZ E VEZ!




CONVÊNIO DE ARMAMENTO DE FOGO DE USO RESTRITO PARA AGENTES DE SEGURANÇA PRISIONAL

NO MÊS DE  SETEMBRO DE 2016, O AGENTE PASTOR ALEXANDRE BRUNO, CANSADO DE PROMESSAS, PEDIU AO DEPUTADO ESTADUAL LÉO PORTELA ATRAVÉS DE SUA ASSESSORIA QUE AJUDASSE OS AGENTES PRISIONAIS A ADQUIRIR ARMAMENTO DE USO RESTRITO A CUSTO BENEFÍCIO.

NOSSA LUTA - RESPOSTA BAIXO :





Quadrilha especializada em explosão de caixas eletrônicos é apresentada em Minas

Créditos: Rádio Itatiaia
Fotos: Oswaldo Diniz/Itatiaia

A Polícia Civil apresentou na manhã desta terça-feira 15 pessoas suspeitas de fazerem parte de uma gangue especializada em explodir caixas eletrônicos em Minas Gerais. O prejuízo causado às vítimas passa de R$ 1,5 milhão.
Um dos crimes cometidos pelo bando foi a explosão de uma agência bancária embaixo de uma companhia da Polícia Militar em Felixlândia, na Região Central de Minas, após ameaçar os policiais.
O grupo criminoso também atacava postos de gasolina em Belo Horizonte e empresas de transporte e logística de cidades da Região Metropolitana, como Betim e Contagem, de onde levavam dinheiro dos cofres, além de armas e coletes à prova de balas dos seguranças.
Sete suspeitos foram presos na semana passada, quando atacariam uma agência da cooperativa de crédito Sicoob na cidade de Oliveira, na Região Oeste do estado.
Com a quadrilha, a polícia apreendeu armas de grosso calibre, munição, explosivos artesanais, material para arrombamento e lanternas.


Conforme a investigação, que durou dez meses, o chefe do esquema era César Santos Silva, de 42 anos, que ficava a cargo da logística. Rafael Dias da Silva, conhecido como "Frangão", de 27, era quem criava os explosivos e os colocava nos caixas eletrônicos.
Alguns dos presos foram vistos em fotografias fazendo o gesto do número quatro. Segundo a polícia, o ato refere-se a uma música de funk chamada "4M", que significa música, mulher, maconha e malote, cantada pelo bando ao comemorar o êxito dos crimes.

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA ALMG - SISTEMA DE CONTRATO

DEBATE EM DEFESA DO PESSOAL EM REGIME DE CONTRATO NA ALMG - 18/10/2016

Vídeo do RONAN em DEFESA dos IRMÃO DO CONTRATO
AGENTES PRISIONAIS LOTAM A CASA DO POVO DE MG

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

FAÇA JÁ SUA INSCRIÇÃO - MEAF o curso será realizado no CLUBE MONTES CLAROS DE TIRO AO ALVO

 CURSO VOLTADO PARA ALUNOS DO CFTP 2016, E CIDADÃOS DE BEM DE MONTES CLAROS E REGIÃO DO NORTE DE MG

*Aberto as inscrições para qualquer cidadão maior de 21 anos com conduta ilibada




CURSO MEAF

"Manuseio e Emprego de Arma de Fogo"


Data do curso: Dia 22 de Outubro de 2016. (Sábado)



Sendo 80 (oitenta) disparos por aluno intercalados entre os calibres: 


35 disparos de Pistola

(25 de. 380 e 10 de .40)

15 disparos de revolver .38

6 disparos de espingarda. 12

12 disparos de Carabina Puma 

12 disparos de carabina. 22


Legislação e Regras de Segurança. 


O CURSO:


Visamos habilitar, capacitar e aperfeiçoar as técnicas de tiro, assim aprimorar  os fundamentos do Operador que irá utilizar das seguintes armas:

Revólver, Pistola, Espingarda Calibre 12 e Carabina Puma.

Atenção! 
Colegas e amigos que não são operadores da segurança pública mas desejam aprender a manusear e praticar com armas de fogo. O instrutor Márcio Cleiton e o Instrutor Roberto Nascimemto (credenciado junto à polícia federal) oferecem o MEAF com 6 horas de instruções teóricas e 6 horas com instruções práticas, com pistolas calibres .380, calibre .40 (apenas para operadores de segurança pública)  revólver 38, carabina .38, rifle 22, e espingarda 12. Ao final do curso há a entrega do certificado de capacitação em manuseio de armas de fogo nos calibre descritos.

PÚBLICO ALVO: Voltado para os candidatos do CFTP/2016, quem não tem conhecimento com os armamentos ou simplesmente precisa aperfeiçoar o manuseio.


Porém, qualquer cidadão de bem acima de 21 anos poderá participar do curso. 

VALOR DO  MEAF: R$500,00 dividido em até 2 x no cartão. 

Resultado de imagem para visa master

Preço a vista: R$450,00

PACOTE PROMOCIONAL:
Laudo de capacitação técnica e Laudo psicológico + MEAF no valor de R$ 780,00
(Incluso certificado assinado por Instrutor de Armamento e Tiro credenciado junto a Polícia Federal e Exército)

O curso será realizado no CLUBE MONTES CLAROS DE TIRO AO ALVO.


CONTATO: A.S.P Márcio 
(38)99201-5579 WhatsApp