quarta-feira, 15 de junho de 2016

Polícia Civil entrará em greve a partir das primeiras horas de sábado

Para pressionar governo em relação a melhores condições de trabalho, os agentes da segurança pública participam de passeata pelo centro da capital


Sindney Gonçalves / Webrepórter

Os policiais civis de Minas Gerais decidiram, em assembleia, na tarde desta quarta-feira (15) por parar as atividades por tempo indeterminado a partir das primeiras horas do próximo sábado (18). Com o movimento grevista, a categoria irá trabalhar em escala mínima, com apenas 30% dos profissionais em seus postos de trabalho. 
A greve dos servidores da segurança pública irá afetar desde os serviços administrativos até o trabalho do Instituto Médico Legal (IML). Segundo o Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol), que representa a categoria, hoje, Minas Gerais conta com 9.000 trabalhadores.

Entre as reivindicações, estão a equiparação salarial dos investigadores (R$ 4.098) com a remuneração dos peritos (R$ 8.100), e dos vencimentos dos delegados (R$ 11.900) com os dos defensores públicos (R$ 18.000). Além disso, o sindicato também cobra que o governo dobre o salário dos profissionais do administrativo que hoje recebem R$900 e que o governo nomeie os excedentes da Polícia Civil.
FONTE: OTEMPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.