domingo, 1 de maio de 2016

Agentes penitenciários fazem protesto na Av. Paralela, em Salvador


Manifestação deixou o trânsito lento na região, no sentido centro da cidade.
No ato, servidores pediram nomeação de mais agentes em todo o estado.


Agentes penitenciários fazem manifestação na Av. Paralela, em Salvador, Bahia (Foto: Reivon Pimentel/ Arquivo Pessoal)

Créditos: G1

Agentes penitenciários da Bahia fizeram uma manifestação na Avenida Paralela, em Salvador, na tarde desta segunda-feira (25). De acordo com informações da Superitendência Municipal de Trânsito (Transalvador), o protesto ocorreu na altura do viaduto do Centro Administrativo da Bahia (CAB), no sentido centro, e deixou o trânsito lento na região. O ato foi encerrado por volta das 15h30.
A Polícia Militar acompanhou o protesto, e a Transalvador informou que agentes do órgão também foram deslocados para averiguar a situação. Duas faixas da via foram ocupadas pelos manifestantes.
Em contato com o G1, o coordenador do Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia, Reivon Pimentel, informou que o protesto foi realizado por conta da defasagem no quadro de agentes que trabalham nas unidades prisionais de todo o estado. Os servidores reivindicaram a nomeação de concursados de 2014 que, segundo Reivon, já estão aptos a desempenhar a função.

Agentes penitenciários fazem manifestação na Av. Paralela, em Salvador, Bahia (Foto: Reivon Pimentel/ Arquivo Pessoal)
"O estado deveria ter nomeado 490 agentes em abril de 2015 e, até agora 86 foram nomeados. Queremos a nomeação de todos os habilitados e a convocação dos excdentes", disse Pimentel.
Por meio de nota, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) confirmou que 86 agentes aprovados foram chamados. Informou ainda que novas nomeações estão pendentes por conta do relatório de gestão fiscal referente aos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal. A Receita Corrente Líquida, imposto pela lei, foi excedido em função da queda na arrecadação tributária, fruto do atual cenário econômico do país.
Um grupo de agentes também realiza um protesto na frente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), no CAB. "Estamos acampados lá por tempo indeterminado", afimou o coordenador do sindicato da categoria.
De acordo com Reivon Pimentel, a Bahia tem 245 agentes penitenciários que trabalham nas 23 unidades prisionais em todo o estado, incluindo as que ficam dentro do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.
Conforme dados da Seap, a Bahia tem 13.303 presos. O coordenador do Sindicato dos Servidores Penitenciários diz que o número de agentes é defasado em relação ao número de presos.
"Temos uma média de um agente para cada 100 presos. Mas há situações, como em Feira de Santana, por exemplo, em que temos um agente para até 400 presos. Hoje somos 245 agentes, precisaríamos de dois mil trabalhando", calcula.
A Seap informou que a secretaria está convocando os aprovados no concurso de 2014, gradativamente e que a última convocação foi feita em janeiro de 2016. Disse também que déficit é de 404 vagas, no sistema penitenciário.
Agentes penitenciários fazem manifestação em frente à Assembleia Legislativa, no CAB, em Salvador (Foto: Reivon Pimentel/ Arquivo Pessoal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.