quarta-feira, 13 de abril de 2016

GRUPO - SOLIDARIEDADE AO AGENTE SCHUWENCK



Esse grupo tem a finalidade exclusiva de ajudar nosso amigo SCHUWENCK. 
Objetivo : Ajuda prática

Ele precisa de uma pessoa para ajudá-lo durante o dia em seus a fazeres, uma vez que sua situação não lhe permite bem mesmo fazer suas necessidades fisiológicas sem ajuda. 

Conversei com SCHUWENCK  e ele arrumou uma pessoa de sua confiança para auxiliá-lo, entretanto, precisamos remunerar essa pessoa até que o Estado resolva a situação dele.


Ficou acertado que vamos em forma de doação pagar essa pessoa.


Uma conta em nome do Agente será disponibilizada para esse fim.

Contamos com vocês nesse desafio!

Não estamos falando em valores altos, se vc puder doar R$ 10,00( Dez Reais) por mês até que a decisão do MP seja favorável. 

Agradecemos todos vocês por compreender a ordem de grandeza de sua atitude.

Deixe seu contato inBox

31 9 9191 27 32 

Fiquem com Deus. 
Diemerson Souza
AMASP

HISTÓRIA:
Agente Penitenciário que foi baleado em serviço é abandonado pelo Estado.

O Agente Penitenciário , Wandrew Schwenck de Assis, que ficou paraplégico após ser baleado pelo preso que escoltava, no Fórum de Sete Lagoas.

Wandrew Schwenk de Assis foi baleado no dia 01 de setembro de 2009 no Fórum de Sete Lagoas, Região Central de Minas, por um preso que estava sob sua escolta. O detento pulou em sua direção jogando-o no chão, retirou sua arma e atirou. O tiro acertou na região posterior da sua cabeça. Na época, em decorrência desses fatos, ele sofreu traumatismo na região cervical, com comprometimento do canal medular, sendo diagnosticado paraplégico. Diante dessa situação, o ex-agente penitenciário necessita de cuidados especiais para todas as atividades básicas do ser humano, 24 horas por dia.

Em 14/06/2010 a Comissão de Segurança Pública, visitou Wandrew Schwenk, quando constatou o lastimável estado em que sobrevive, ao total desprezo do Estado de Minas Gerais.

O Estado cortou, a partir do dia 10/3/2016, o único auxílio que concedia: agentes penitenciários em escala de 12h/36h para ajudá-lo em suas necessidades do dia a dia. Schwenk que mora com seus pais, que são idosos, e não tem como auxiliá-lo. Além disso, a única coisa que o Estado forneceu foi uma cadeira de rodas motorizada, mas que estragou e está na assistência há seis meses.

“Minha vida parou. Hoje sequer posso ir na rua da minha casa. Fazia academia para fortalecer os membros superiores, mas agora passo o dia quase todo deitado sem poder fazer nada”.
Wandrew Schwenk.


O Estado o desamparou, não fez nenhum tipo de reforma na casa dele, não fez as adaptações, as rampas. O Estado negou a ele uma indenização”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.