quinta-feira, 28 de abril de 2016

Após confirmação de envenenamento, agentes penitenciários denunciam precariedade

Além disso, contam o clima de tensão e medo que estão passando dese o início da "queima" de ônibus na Capital

Foto: Alessandra Carvalho
Foto: Alessandra Carvalho



Aproximadamente 20 agentes penitenciários fizeram um protesto em frente ao Hospital El Kadri em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (20). Eles denunciam a situação precária dos presídios de Mato Grosso do Sul, além do clima de tensão e medo que estão passando desde o início da “queima” de ônibus na Capital.

Nesta manhã, cinco agentes foram intoxicados com chumbinho, veneno de rato, durante o café da manhã. Quatro deles foram levados para o hospital particular, onde um está em estado grave; o quinto está internado na Santa Casa.

“A situação é de abandono! São dois agentes por pavilhão, só no 1 e no 2 há cerca de mil presos. Os detentos estão revoltados com a superlotação e é quase impossível controlar a circulação de celulares, drogas, bebidas alcoólicas”, denunciou um agente, que preferiu não se identificar para não sofrer represarias.  

O vice-presidente da Sinsap (Sindicato dos Servidores Administrativos Penitenciários), Lorival Mota, diz que a situação dos presídios em todos Mato Grosso do Sul é assustadora. “É assustador o número de presos em somente uma cela. O governo promete contratar mais 432 agentes, sendo que o suficiente seria 1700. Recentemente deve ocorrer a inauguração de mais um presídio, mas o numero de agentes continua defasado, o correto seria três a cinco para cada presidiário”, desabafou.

Dos agentes que ingeriram o chumbinho, três devem receber alta médica amanhã, o que está na Santa Casa ainda hoje e o que está em situação mais grave segue internado.

FONTE: http://www.topmidianews.com.br/policia/noticia/apos-envenenamento-agentes-penitenciarios-denunciam-precariedade

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.