quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Deputados do PMDB-MG já avaliam abandonar o governo

A insatisfação é tamanha que, segundo fontes do partido, o vice-líder do bloco de apoio ao governo, Cabo Júlio, protocolou sua saída do cargo

video



PUBLICADO EM 24/02/16 - 03h00
RICARDO CORRÊA / LUCAS RAGAZZI

A exemplo do que ocorre na Câmara dos Deputados, alguns deputados do PMDB na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) já falam em romper com o governo de Minas. O motivo na lista são vários, segundo eles: o governador Fernando Pimentel (PT) não convidou a base para discutir os cortes de R$ 2 bilhões no Estado, anunciados na segunda-feira; não há nomeação de indicados dos deputados no governo nem, muito menos, conversas sobre a reforma administrativa.

A insatisfação é tamanha que, segundo fontes do partido, o vice-líder do bloco de apoio ao governo, Cabo Júlio, protocolou sua saída do cargo. Até mesmo a oposição na ALMG está “aproveitando” da situação para dizer que há lugar no bloco. “O Cabo Júlio disse que (os deputados) estão abrindo os olhos e percebendo que estão embarcando numa canoa furada. Só meia dúzia (de deputados) conduz o ‘desgoverno’. Por isso, a oposição tem espaço para agregar o PMDB”, disse o deputado Dilzon Melo (PTB), enquanto discursava no plenário.

Hoje, na Assembleia, o PMDB conta com dez deputados: Cabo Júlio, Celise Laviola, Iran Barbosa, Ivair Nogueira, João Alberto, João Magalhães, Leonídio Bouças, Tony Carlos, Vanderlei Miranda e o presidente da Casa, Adalclever Lopes. Com isso, o bloco de apoio ao governo de Minas conta com 31 parlamentares. Porém, se a bancada do PMDB decidir ir inteiramente para a oposição, o bloco de apoio ao Estado irá se igualar ao número atual de deputados que compõem o bloco contrário ao governo.

Nesta terça, a reportagem tentou, por diversas vezes, falar com o deputado Cabo Júlio, mas não conseguiu.



Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.