terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Minas Gerais foi o primeiro Estado do país a estabelecer alas exclusivas para homossexuais, travestis e transexuais declarados



O objetivo é prevenir abusos e garantir que o cumprimento da pena ocorra sem constrangimento. Atualmente, essas alas funcionam no Presídio de São Joaquim de Bicas e no Presídio de Vespasiano, ambos na Região Metropolitana.

Nesses locais, que têm as paredes pintadas de rosa, os presos podem se maquiar, fazer as unhas, manter os cabelos compridos e são chamados por seus nomes sociais. A transferência para essas unidades acontece apenas mediante vontade do próprio detento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.