domingo, 20 de setembro de 2015

LUTO:Corpo de delegado morto é velado no Cemitério Bosque da Esperança.




Vanius Henrique de Campos, de 43 anos, foi assassinado durante a madrugada, na loja de conveniência de um posto de combustíveis no bairro Cidade Jardim, na região Centro-Sul da capital

Rafael Mansur / Webrepórter
PUBLICADO EM 20/09/15 - 08h10
O corpo do delegado Vanius Henrique de Campos, de 43 anos, começou a ser velado às 7h da manhã deste domingo (20) no cemitério Bosque da Esperança, no bairro Jaqueline, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. Os funcionários dos cemitério foram impedidos, pela família do policial, que está muito abalada, de passar mais informações sobre o velório. 
Desde as primeiras horas da manhã deste domingo, viaturas da Policia Civil chegavam ao cemitério. Muitos policiais preferiram não conversar com imprensa, que teve a sua entrada barrada no local. Os familiares do delegado também preferiram manter o silêncio. 
Em meio a tristeza, o delegado aposentado Island Batista afirmou que a morte do colega foi uma afronta com a polícia. "O tempo de preparação para ser delegado devia ser maior, porque o emocional acaba influenciando. Essa situação ocorreu com Campos e ele não soube como reagir", alegou o delegado. 

Campos foi assassinado durante a madrugada, na loja de conveniência de um posto de combustíveis no bairro Cidade Jardim, na região Centro-Sul da capital. Os suspeitos são dois adolescentes, que já foram identificados e que ainda estão sendo procurados pela polícia. De acordo com a Polícia Civil, a arma do delegado foi levada pelos autores.
Desde as primeiras horas da manhã de sábado (19), equipes do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), com participação do Núcleo de Apoio Aéreo e outras unidades, trabalham na investigação do caso. Foi montado cerco no Morro do Querosene, na Baragem Santa Lúcia, para onde os suspeitos teriam ido após o crime.
O chefe da Polícia Civil em Minas Gerais, Wanderson Gomes da Silva, lamentou a morte do delegado e manifestou solidariedade a família. Ele está cuidando pessoalmente do caso e disse que as buscas pelos suspeitos continuaram durante a madrugada deste domingo.
O delegado Vanius Henrique de Campos estava lotado na Delegacia Adida ao Juizado Criminal (Deajec). Durante a carreira ele já havia trabalhado em outras unidades policiais, entre elas a Divisão de Crimes Contra a Vida, em Belo Horizonte.
As imagens das câmeras de segurança do local gravaram o momento que antecede o assassinato do delegado e a hora em que ele é baleado. 
Uma amiga de Campos, que preferiu não se identificar, contou a reportagem que o delegado estava na Polícia Civil há cerca de oito anos. Ele não era casado nem tinha filhos, mas estava em um relacionamento sério, preparando-se para casar.

Atualizada às 9h50. 
FONTE:http://www.otempo.com.br/cidades/corpo-de-delegado-morto-%C3%A9-velado-no-cemit%C3%A9rio-bosque-da-esperan%C3%A7a-1.1116337

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.