sábado, 8 de agosto de 2015

Suspeitos de executar a agente Vivian Cristina de Uberaba são detidos pela PM Dupla detida por porte de arma é suspeita de executar agente


Com os suspeitos foram localizados drogas, rádios HT, revólver, munição ponto40 e outros objetos de procedência duvidosa 

Militares da 147ª Companhia/4º BPM receberam denúncia de que em uma casa usada para fazer festas no bairro de Lourdes estariam escondidos autores da execução da agente penitenciária Vivian Cristina Medeiros, 37 anos, ocorrida no último dia 31. Depois de fazer a abordagem, os militares prenderam dois suspeitos e localizaram drogas, rádio HT, revólver, munição de ponto40 e alguns objetos de procedência duvidosa. Eles também são suspeitos efetuar disparos contra a casa de um policial.
De acordo com o registro, por volta de 17h, após denúncia anônima, militares se deslocaram até a rua das Camélias, onde funciona uma casa de aluguel para festas. Depois de monitorar o local, foi constatada intensa movimentação de pessoas. Ao ser realizada a abordagem, os militares se depararam com o desocupado D.C.R., 20, que, ao notar a presença da equipe policial, tentou fugir, porém foi detido.
No imóvel também estava o desocupado C.H.P.P., 21. Com este último foi localizada três buchas de maconha dentro de uma motoneta Honda Biz. Na casa, os militares encontraram três munições calibre ponto 40. Em seguida, os policiais se deslocaram até a residência de D.C.R., no bairro Cartafina, onde foram encontrados um rádio HT, na frequência da Polícia Militar, e um tablete de maconha. Ainda durante as buscas os militares receberam denúncia de que a arma usada nos disparos contra a casa de um policial militar no último dia 18 de julho estaria no telhado.
Depois de buscas, foi localizado um revólver calibre 38, carregado com seis munições, um molho de chaves com controle de portão eletrônico e chaveiro com endereço, além de lixadeira e calculadora. Foi constatado que o material seria de uma vítima de assalto, no qual foi levado um veículo GM Cruze, no último dia 21.
O suspeito D.C.R. foi reconhecido pela vítima como um dos autores do roubo. Os dois foram conduzidos à autoridade no plantão da Polícia Civil, sendo autuados por porte e posse ilegal de arma e munição e, em seguida, acabaram entregues na penitenciária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.