quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Professor é preso em flagrante, no momento em que tentava adentrar com celulares no presídio de Pouso Alegre-MG (17ª RISP)

Agentes Penitenciário do Presídio de Pouso Alegre prendem em flagrante um corrupto professor, que tinha a finalidade de reeducar o preso, mas estava conivente num esquema de corrupção de ilícitos para a U.P.




O esquema de corrupção foi deflagrado  nesta tarde quarta-feira (05), durante o procedimento de revista em servidores do quadro técnico administrativo ao passarem pelo detector de metal, e em seguida uma vistoria manual no servidor Jaílson dos Santos Lemos, que é professor de edução básica no estabelecimento prisional. O agente incumbido na revista percebeu que ele tinha algo estranho, isto é, um volume excessivamente grande nas partes internas das vestes. Ao perceber que "a casa caiu… O corrupto professor  tremeu!  
Logo, ele foi convidado a se despir e o volume transcendeu… Era uma rica carga ilícita de aparelhos de telefonia celular,  professor usava uma sunga apertadinha para prender os aparelhos e uma cueca por cima, colados ao corpo por baixo da sunga estavam 07 aparelhos, 09 baterias, 04 carregadores artesanais e um adaptador de cartão de memória com cartão.
Porém, os trâmites legais foram executados, voz de prisão no professor que foi conduzido para a autoridade policial, o qual lavrado o flagrante e o corrupto professor ficando à disposição da Justiça!
O montante da carga ilícita oscila no comércio negro do crime por volta de 20 mil reais, no entanto, Cada aparelho desses, que nas lojas custam em média 400 reais – dentro do presídio custa entre dois e três mil reais.
Fonte: A voz do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.