quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Eugenópolis Tem O Primeiro Presídio Feminino Da Região



DSC02724_620x465DSC02820_620x465

DSC02816_620x465DSC02701_620x465

Nossa reportagem foi até a cidade de Eugenópolis (25 Km de Muriaé) e acompanhou a inauguração do Presídio Feminino que tem capacidade para 60 detentas, ocupará imóvel completamente remodelado, onde funcionou a Cadeia Pública. A obra foi possível graças ao apoio, doações e parcerias de empresas e pessoas da região, das Prefeituras de Eugenópolis, Antônio Prado de Minas e Patrocínio do Muriaé.
O número de vagas em unidades prisionais exclusivamente femininas da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) foi ampliado nesta quinta-feira com a inauguração do Presídio Feminino de Eugenópolis, com capacidade para 60 detentas. O estabelecimento, a cerca de vinte quilômetros de Muriaé, ocupará imóvel completamente remodelado, onde funcionou a cadeia pública da cidade. O subsecretário de Administração Prisional, Ivair Costa, explica que faz parte da política do Governo atual reduzir ao máximo o número de penitenciárias mistas em Minas Gerais. “É preciso ter um olhar diferenciado, para que estas pessoas tenham condições dignas e a possibilidade de mudar de vida”, afirmou o subsecretário durante a inauguração.
Nas obras de reforma, ampliação e melhorias das instalações trabalharam 10 detentos e cinco agentes penitenciários. Quase todos os presos tiveram experiência prévia no ramo da construção civil quando estavam em liberdade. Atuaram na alvenaria, nas instalações elétricas, hidráulicas e na pintura do novo presídio.
SAIBA MAIS E VEJA A GALERIA DE FOTOS DA INAUGURAÇÃO QUE TEVE A COBERTURA DE NOSSA REPORTAGEM clicque logo abaixo em “Leia Mais”.
O imóvel funcionou como cadeia pública até o dia 25 de junho deste ano, quando a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) recebeu a carceragem da Polícia Civil. Os presos foram transferidos imediatamente para a Penitenciária Doutor Manoel Martins Lisboa Junior, em Muriaé. As obras começaram três dias depois.
Estrutura
O Presídio de Eugenópolis ocupa um terreno de aproximadamente 2.000 m², duas salas para administração, sala para atendimento de saúde, com maca e cadeira de rodas, sala para o núcleo de segurança, sala de aula para 12 alunos, parlatório e dois espaços onde serão instaladas oficinas de trabalho para as presas.
Em um desses locais serão confeccionados chinelos de borracha para detentos de todas as unidades de Minas Gerais, com capacidade para produzir cerca de 1.600 pares por ano. A máquina que será instalada corta, fura e introduz a alça.
O Estado fornecerá a matéria prima e a atividade vai empregar quatro detentas. Foi reservado um espaço de 450 m² no terreno para a futura horta do presídio. Está prevista também a construção de um canil.
A obra foi possível graças ao apoio, doações e parcerias de empresas e pessoas da região, das Prefeituras de Eugenópolis, Antônio Prado de Minas e Patrocínio do Muriaé.
Para o diretor-geral do Presídio de Eugenópolis, Francisco Alves da Silva Neto, a nova unidade atenderá uma carência de vagas na Zona da Mata. “As mulheres têm necessidades diferentes dos homens e precisam ficar em locais separados, com um espaço arquitetônico planejado especialmente para elas.”
Dedicação
Dos cinco agentes penitenciários que trabalharam nas obras do presídio, destaca-se a contribuição de Emilson de Almeida Junior, de 31 anos de idade, responsável por todo o trabalho de serralheria: grades, estrutura metálica do telhado, portas e portões. Antes de ser tornar agente penitenciário, Emilson trabalhou durante 10 anos no ramo. Para executar o serviço, ele contou com a ajuda de dois colegas. “Tenho orgulho de ter trabalhado nesta obra, foi tudo feito sob medida”, revela o agente penitenciário.
Na solenidade de inauguração do Presídio Feminino de Eugenópolis, estiveram presentes também o juiz de Direito local, Vitor José Trócilo Neto, os prefeitos de Eugenópolis, Jorge Batista Pereira, de Antônio Prado de Minas, Abelar Costa, e de Patrocínio do Muriaé, Pablo Emílio.
Depois da solenidade, o subsecretário Ivair Costa visitou o Abrigo de Idosos Rosa Mística, no qual fez a entrega de legumes e hortaliças cultivadas na Penitenciária Doutor Manoel Lisboa Junior, de Muriaé. Esses alimentos serão também produzidos no Presídio Feminino de Eugenópolis para doação ao abrigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.