quinta-feira, 30 de julho de 2015

Primeira audiência de custódia do RS termina com libertação de ladrão de carros Juiz impôs medidas alternativas ao acusado de furto



Durou cerca de dez minutos a primeira audiência de custódia do Rio Grande do Sul, ocorrida no Foro Central de Porto Alegre. O ato contou com a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowiski. O acusado de furtar um carro com outros dois foi ouvido em menos de 24 horas após a prisão. Ele foi colocado em frente ao juiz Felipe Keunecke de Oliveira, um promotor de justiça e o advogado constituído.
O magistrado começou perguntando ao acusado se havia ocorrido algum problema na prisão. A audiência de custódia tem o objetivo também de verificar alguma irregularidade, como agressão, por exemplo. O jovem disse que não. O juiz então homologou o ato de prisão em fragrante, mas decidiu colocar o acusado em liberdade.
Entre as condições impostas, está a apresentação bimensal no Foro e a proibição de se ausentar da comarca. A decisão foi tomada, entre outros motivos, porque o acusado não possuía condenação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.