quarta-feira, 1 de julho de 2015

O Presidente do SINDASP /MG esteve na UGT demonstrando a situaçao do sistema penitenciário mineiro

Atenção ao sistema prisional mineiro
30/06/2015 


O sistema prisional mineiro encontra-se em estado de alerta. Muitos são os problemas que observei em visitas aos presídios. Locais insalubres, guaritas em péssimas condições, infiltrações e mofos, e até falta de banheiros para os agentes. Três penitenciárias, acredito estarem em piores condições, em Paracatu, Arcos e a Antônio Dutra Ladeira, essa última, não tem condições de receber mais presos.
Chegamos ao grave problema da superlotação das unidades. Não há investimentos do Estado para que esse problema seja resolvido. Hoje, temos capacidade para 32 mil presos, porém estamos operando com 163 mil. Como o Estado espera que o problema do sistema prisional seja resolvido se nada é feito para melhorar as condições nas cadeias.
Os agentes estão trabalhando no limite da sua saúde. O número de pedidos de atestados só aumenta, as doenças mais comuns são diabetes, coração e depressão. E o que dizer das condições de trabalho junto aos detentos. Em alguns locais nem alimentação é fornecida pelo Estado, além de não haver local para serem feitas as refeições e nem bebedouros.
Não há equipamentos necessários básicos como algemas e rádios de comunicação. E como fica a segurança desses agentes que estão trabalhando, já que os presídios não tem segurança suficiente. Até o número de agentes não são suficientes, faltam cerca de dois mil agentes e fora a ameaça de perdermos mais de cinco mil caso a PL 840/2015 não for aprovada.
O momento é de atenção para o sistema prisional. Medidas devem ser tomadas com urgência. É fundamental um sindicato forte para cobrar e propor políticas de melhoria junto ao governo. Pois a entidade que representa os agentes tem o papel de lutar e ampliar os diretos, esse é o nosso papel nessa caminhada.
 Adeilton Rocha, presidente do Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária de Minas Gerais
UGT - União Geral dos Trabalhadores
UGT

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.