sexta-feira, 15 de maio de 2015

Presídio Regional de Mariana passa a contar com sala de aula

Josebel Ferreira, diretor do presídio descerra a placa de inauguração da sala de aula.
                                          Josibel Ferreira, diretor do presídio, descerra a placa de inauguração da sala de aula.

Presídio de Mariana, passa a contar, desde de ontem,quinta-feira (14), com sala de aula, esse anexo da Escola Estadual Dom Benevides é dentro da unidade prisional, será uma oportunidade para a conclusão nos ensinos fundamental e médio dos detentos.
A sala de aula foi construída com recursos do Pronatec, por intermédio do Instituto Muzambinho e apoio da Prefeitura de Mariana. Foi construída por 26 presos que participaram dos cursos profissionalizantes de pedreiro de alvenaria e carpinteiro.

É um espaço multi-funcional, que prioriza as atividades de ensino, mas que também será utilizada para cursos de artesanato, oficinas ofertadas pela equipe do Projeto Rede pela Vida em Conexão com o Presídio e atividades religiosas.
No início contará com 14 alunos matriculados no Ensino Fundamental I e II e a previsão de 45 alunos para o segundo semestre no Ensino Fundamental I, II e Ensino Médio.

Durante a solenidade de inauguração, o diretor do Presídio Regional de Mariana, Josibel Ferreira, em seu discurso, disse estar realizando um sonho em abrir aquele espaço que será de muita importância na ressocialização do preso. Atualmente a cadeia de Mariana conta com 171 detentos, sendo 158 homens e 13 mulheres, nos regimes aberto, semi-aberto e totalmente fechado. Destes presos, 15 trabalham na prefeitura de Mariana, outros 8 em parcerias com iniciativa privada.
Um dado importante foi revelado pelo diretor do presídio: “se alguém pensa que dos 171 presos que temos aqui, são oriundos de outras regiões do Brasil, trazidos pelas mineradoras e empreiteiras que ficaram desempregados e passaram a cometer ilicitudes, quem pensa assim se engana, 90% dos presos são nascidos e cresceram em Mariana, outros 6% têm raízes na cidade e 4% não têm qualquer ligação com a cidade”, afirmou o Diretor Josibel Ferreira.
Na unidade prisional de Mariana todos presos recebem atendimento psicológico, odontológico, médico, jurídico e de assistência social uma vez por mês de acordo com a necessidade de cada um.
Fizeram uso da palavra e apoiando o projeto, a diretora da Escola Dom Benevides, Margarete Maria, Representando o prefeito, José Luiz Furst, a secretária de educação, Beth Cota, do comandante da 239ª Cia da PM, Capitão Erly Costa, Presidente da OAB local, Marcílio Queiroz, Presidente da Câmara, Tenente Freitas, da superintendente de atendimento ao preso, Louise Bernardes Leite.
Estiveram presentes também membros da comunidade e de movimentos religiosos de atendimento carcerário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.