segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Mulheres são presas com maconha que seria entregue em penitenciária Suspeitas seguiam pela vicinal que dá acesso à unidade de Junqueirópolis. Também foram localizados 20 comprimidos de estimulante sexual.

Mais de 1kg da droga foi localizada (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Stephanie FonsecaDo G1 Presidente Prudente
Duas mulheres, de 24 e 33 anos, foram presas por tráfico de drogas, por volta das 0h deste sábado (21), em Junqueirópolis. As suspeitas estavam com 1.322 kg de maconha e 20 comprimidos do estimulante sexual Pramil e tentariam entrar com o entorpecente na penitenciária da cidade.
De acordo com a Polícia Militar, uma viatura da Força Tática realizava patrulha pela estrada vicinal Alcides Canola, que dá acesso à unidade prisional, quando avistou um micro-ônibus com placas de Araçatuba (SP) seguindo pela via e resolveram abordar o veículo.
Durante a vistoria, os policiais localizaram na bolsa de uma das envolvidas dois invólucros em formato cilíndrico e um tijolo de maconha, envoltos em fita adesiva. Na sequência, ainda de acordo com a PM, também foram localizados invólucros presos na cintura da outra suspeita.
As mulheres alegaram que a droga seria introduzida na genitália e levada para o interior da penitenciária, onde os companheiros de ambas cumprem pena.
No veículo também havia uma criança, com idade não divulgada. A menor foi encaminhada para o Conselho Tutelar da cidade. Já as mulheres serão removidas à Penitenciária Feminina de Tupi Paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.