quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Após arguição do Sindpol/MG e demais entidades da Intersindical, governo regulariza parcialmente atendimento em rede conveniada ao IPSEMG no interior.



Em razão de inúmeras reclamações de policiais civis e demais servidores público do interior de várias regiões do Estado à direção do Sindpol/MG em conjunto com a coordenação Intersindical do Serviço Público Mineiro, importante instância de representação do funcionalismo público, acionou o presidente do IPSEMG e o Secretário de Estado de Planejamento e Gestão, no sentido de se regularizar o pagamento da rede credenciada do IMPSEMG para fins de regularização e reestabelecimento do atendimento médico, hospitalar dos pacientes beneficiados. Tão logo recebeu as arguições das entidades o governo na data de hoje já sinalizou pela quitação de grande parte dos compromissos com as redes credenciadas, restabelecendo necessariamente o atendimento. Resta ainda equacionar a situação pontual de Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde a rede credenciada exige ainda reajuste na tabela de prestação de serviços, fato mais complexo que demanda análise e tratativa de outros órgãos do governo.
A coordenação intersindical e a direção do Sindpol/MG veem com bom grado o gesto eficaz e pronta resposta do novo governo no atendimento desta importante questão, pois, está diretamente relacionada com a saúde do nosso servidor público e seus familiares.
Outro assunto importante discutido na reunião são os próximos passos dos sindicatos em relação ao atual governo, os presentes decidiram que darão um prazo de 100 dias para o governador deliberar sobre os temas acordados após a eleição. O presidente do Sindpol/MG, Denilson Martins, juntamente com o diretor da Asthemg, Carlos Aguiar se comprometeram a articular com o governador uma reunião com os representantes da Intersindical.
 FONTE:http://www.sindpolmg.org.br/pagina/4027#.VMjjg-NdW0a

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.