sábado, 13 de dezembro de 2014

Inquérito apura se juiz de Minas ajudou preso de facção do Rio

Magistrado de Juiz de Fora é suspeito de tentar transferir criminoso do Comando Vermelho
 
PAULO PEIXOTO DE BELO HORIZONTE

O juiz Amaury Lima e Souza, preso há seis meses por suspeita de beneficiar narcotraficantes, é mais uma vez investigado pela Justiça mineira sob suspeita de atuar em esquema de transferência de presos para Juiz de Fora. Ele nega as acusações.
De acordo com as apurações, Souza vendia decisões favoráveis mediante propina.
O esquema teria a participação de dirigentes do sistema carcerário da cidade, onde o juiz era o titular da Vara de Execuções Criminais.
Depoimento prestado à Polícia Federal sob condição de anonimato aponta que Souza tentou beneficiar o traficante fluminense "Adair da Mangueira", ligado à facção Comando Vermelho.
Segundo o relato, "Adair da Mangueira" seria transferido para Juiz de Fora, onde ficaria em prisão domiciliar.
Na declaração, o informante cita que a "diretora da penitenciária de Juiz de Fora, Andria Valéria, já recebera R$ 45 mil do preso, através de seu segurança, o agente penitenciário Bertuan".
O traficante esteve envolvido na morte de um diretor do presídio de Bangu. Desde março, ele está no presídio federal de segurança máxima em Campo Grande (MS).
O advogado de Souza, Gustavo Carneiro Mendes, disse que o fato de a investigação ter sido baseada em denúncia anônima, com detalhes de mais de três anos, mostra tentativa de perseguir o juiz.
A reportagem tentou contato com Andria Valéria na penitenciária, mas foi informada de que ela só estará no trabalho nesta terça (9) e que o número de celular dela não poderia ser fornecido.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/199330-inquerito-apura-se-juiz-de-minas-ajudou-preso-de-faccao-do-rio.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.