sábado, 13 de setembro de 2014

Novo diretor do Ceresp é nomeado

Por Tribuna

A Imprensa Oficial de Minas Gerais publicou neste sábado (13), nos Atos do Governador, a nomeação de Alexandre da Cunha Silva, de 36 anos, para diretor do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional de Juiz de Fora (Ceresp). A notícia confirma oficialmente o que já havia sido antecipado pela Tribuna, na edição de sábado. Ele irá substituir Giovane de Moraes Gomes, que ocupou o cargo por oito anos.
A saída do servidor aconteceu dois dias depois de a Tribuna revelar a existência de procedimento investigatório para apurar se há ligação de Giovane com o juiz preso Amaury de Lima e Souza. Detentos do sistema carcerário de Juiz de Fora disseram, em julho, durante depoimento para a Corregedoria Geral de Justiça, que havia um esquema de propina para alcançar regalias dentro da cadeia e que o então diretor se beneficiaria dele, informações que ainda não foram confirmadas.

Alexandre da Cunha Silva, até a última sexta-feira (12), trabalhava como diretor no presídio de Santos Dumont. Ele é natural de Juiz de Fora e começou sua carreira no sistema prisional há dez anos e chegou a integrar os quadros do Ceresp de Juiz de Fora entre 2007 e 2011, quando respondia como diretor setorial de segurança. Casado e pai de duas filhas, Alexandre tem formação em serviço social. Na sexta-feira, Giovane Moraes declarou à Tribuna que encaminhou pedido de afastamento e exoneração do cargo à Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). Ele afirmou que seu “pedido” de exoneração foi motivado pela insatisfação quanto à atual situação em que se encontra e que a decisão de deixar o cargo foi tomada em comum acordo com a secretaria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.