terça-feira, 2 de setembro de 2014

Nota de pesar

Dois episódios de tamanha gravidade marcaram e indignaram toda a direção do Sindpol/MG. A investigadora, Maria Regina de Almeida, foi assassinada ao sair com seu veículo na porta de casa, no bairro Nova Suíssa. Segundo informações, dois bandidos alvejaram nossa policial civil, não dando qualquer condição de defesa à mesma.
Também na manhã de hoje, outro investigador da Polícia Civil, Paulo César de Oliveira Mendes, que estava cumprindo seu dever, foi gravemente baleado durante um tiroteio em Contagem/MG, na região metropolitana de Belo Horizonte.
Estes dois fatos não podem ser tratados como fatos isolados e só vêm desnudar a real situação de vulnerabilidade, desamparo e abandono, pela qual atravessa a nossa instituição Polícia Civil e seus apoiadores. Além de baixo efetivo, não há adicional de periculosidade e risco de contágio para os policiais. Reivindicamos a apuração e a resposta institucional necessária e proporcional em casos como estes.
A direção do sindicato não só se solidariza com os companheiros e familiares desses dois guerreiros atingidos em combate, mas também, exige das autoridades e do Governo do Estado maior acompanhamento e atenção para com os operadores da Polícia Civil, que colocam suas vidas em risco para cumprir seu ofício e garantir à sociedade mais proteção e segurança.
Diretoria Executiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.