domingo, 8 de junho de 2014

Corte das grandes folgas da ESCALA 12/36, a pior notícia para Agentes das Seguranças Penitenciárias e Socioeducativos de Minas Gerais


A PIOR DESGRAÇA A QUAL ESTAMOS SUJEITOS EM TODA A EXISTÊNCIA DE NOSSA CLASSE, MEXERAM NA COISA MAIS SAGRADA DO AGENTE MINEIRO AS GRANDES FOLGAS

Alegam que não cumprimos à jornada de 160 horas mensais ou  40 semanais, à medida que, segundo o alto comando fomenta que os meses possuem cinco semanas. Aproveitaram que existe uma omissão da nossa lei e por isto querem aplicar contra o "GUARDA". NA CONSOANTE QUE, JÁ ESTÃO CORTANDO “AS NOSSAS FOLGAS”...
Em breve irão alegar  que a comida não está prevista em lei e que deveremos a trazer a "boia fria".
Queremos conhecer se existe algum agente do quadro efetivo de carreira envolvido na formulação deste desastre de ordem.
Não explicaram se pretendem levar adiante ou se é até a chegada dos novos Agentes Penitenciários, mas ao invés de pedir cooperação, decidiram fundamentar para terem agentes não folgando devido a superlotação e falta de agentes. Se tem superlotação ou falta de agentes, a culpa é nossa???

O presidente da Associação dos Agentes Prisionais e Socioeducativo do Norte de Minas deflagará uma reunião extraordinária para fins e providências, alegou o presidente Alexandre Guerreiro que já reportou ao departamento jurídico para contestar junto ao secretário a escala 12/36 sem folgas.

Escala 12 x 36 será questionada na justiça


O SINDASPMG colocou seu corpo jurídico para impetrar uma ação com intuito de suspender este horário insano que é o 12 X 36 sem folga, pois em reunião com o sindicato a secretaria afirmou que seria uma semana cheia e outra vazia, mas em reunião com os diretores de unidade a conversa foi outra, diante da já conhecida falta de postura da secretaria em cumprir seus acordos optamos primeiramente pela intervenção jurídica não descartando também a convocação de assembleia para estarmos endurecendo o jogo caso faça-se necessário.

Opinião

Segundo a Organização Internacional do trabalho, a profissão de Agente Penitenciário é a 2ª atividade profissional, mais PERIGOSA do mundo, também classificada como de risco ergonômico e risco biológico.

Risco ergonômico: Permanecer em pé durante muitas horas, o Agente de Segurança sofrerá com desconforto e ao longo prazo sofrerá com problemas crônicos que pode comprometer sua capacidade de trabalho.

Risco biológico: Durante suas atividades profissionais, o Agente Penitenciário está sujeito a contaminação biológica por vírus, bactérias, fungos parasitas, protozoários e etc. Pois este servidor prisional desempenha atividades em ambientes insalubres dentro das unidades prisionais e escoltando presos em hospitais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.