domingo, 1 de junho de 2014

Aluna do CFTP 15º RISP é morta na porta de casa em Teófilo Otoni/MG

Sistema Prisional de Minas Gerais em LUTO


A jovem Walkely Damaceno de Souza, de 24 anos de idade, foi assassinada no final da tarde desta sexta-feira (31) no portão da casa onde morava, situada na rua Antonio Onofre (Rua da Mate Cola), bairro São Diogo. Ela foi alvejada duas vezes, no antebraço esquerdo e lado esquerdo do peito, por balas de revólver calibre 38. Chegou a ser levada por populares ao hospital Philadélfia, aonde já chegou sem vida. 


Walkely tinha acabado de chegar do curso de formação para agentes penitenciários que cursava nas Faculdades Doctum. Ela havia passado recentemente no concurso para a área. Segundo informações do boletim de ocorrências, Damasceno chegou pilotando sua Honda Biz, placas HKX-4077. Ao descer do veículo foi surpreendida por um homem de motocicleta (segundo testemunhas uma YBR de cor preta). O autor disparou quatro vezes. Dois tiros alcançaram o alvo, e os outros dois atingiram o portão da residência. 

Ainda de acordo testemunhas, o assassino é o ex-namorado dela, I.R.F. O mesmo possui várias passagens policiais por ameaças contra Walkely Damaceno de Souza, uma delas, inclusive, por não cumprimento de medida protetiva judicial em favor da garota devido às ameaças de morte proferidas pelo ex-namorado. 

Ainda conforme relato de amigos próximos e vizinhos da vítima, I.R.F. não aceitava o fim do relacionamento, e desde então passou a ameaçar e perseguir a jovem pelas ruas da cidade.



Em busca do assassino
O comandante da 15º RPM, coronel Aroldo Pinheiro, determinou uma forte operação policial para encontrar e prender o suspeito. Várias guarnições da Polícia Militar (Gate, Tático Movel, dentre outras) foram à casa do acusado, no bairro Jardim Iracema, porém não o encontraram. Posteriormente as viaturas fecharam as saídas rodoviárias e vicinais da cidade com o intuito de prender e/ou dificultar a fuga do autor. 

Um grande aparato policial realiza rastreamentos em pontos diversos da cidade no intuito de localizar o possível assassino. Walkely Damaceno de Souza é filha de um sargento da Polícia Militar que atua na Escola Tiradentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.