quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Mulher de 27 anos é encontrada morta em Montes Claros

Vítima já havia formalizado agressões do marido em boletim de ocorrência.
Último contato feito com a família foi na segunda-feira (17).


Michelly OdaDo G1 Grande Minas

Corpo foi levado para o IML de Montes Claros (Foto: Michelly Oda/G1)Corpo foi levado para o IML de Montes Claros (Foto: Michelly Oda/G1)

















O corpo de uma mulher foi encontrado na madrugada desta quinta-feira (20), em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. A Polícia Militar recebeu uma ligação anônima informando que uma pessoa estaria morta em uma estrada de terra, próximo ao anel Leste.
Ao lado do corpo havia uma bolsa, com os documentos de Elzeni Martins Pereira, de 27 anos, natural de Grão Mogol (MG). Um capacete também foi encontrado ao lado dela. Como o corpo estava em avançado estado de decomposição, não foi possível afirmar a causa da morte.
Bolsa com os pertences de Elzeni foi encontrada ao lado do corpo (Foto: Michelly Oda/G1)
Bolsa com os pertences de Elzeni foi encontrada ao
lado do corpo (Foto: Michelly Oda/G1)
Segundo informações da família, o último contato com a vítima foi na segunda-feira (17). Ela havia dito que estava na Praça da Matriz, com o ex-companheiro, para que eles fizessem a transferência de uma moto que era dele, mas estava no nome dela.
Após o contato, a vítima não atendeu mais as ligações dos parentes e uma irmã fez, ainda na segunda, um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento.
Suspeito do crime
Elzeni morou por um ano e três meses com o companheiro em Montes Claros e após se separar resolveu voltar para a zona rural de Grão Mogol, onde vive parte da família. Um boletim de ocorrência de lesão corporal foi registrado por ela, no dia 27 dezembro 2012, em Montes Claros, como explica o major da PM, Rômulo Gonçalves.
"A vítima solicitou a presença da PM relatando que o ex-companheiro teria a agredido fisicamente com uma joelhada no olho. Ela disse também que constantemente sofria ameças de morte por parte dele. Na ocasião a PM esteve no local, mas ele não foi localizado."
Último contato com Elzeni foi feito quando ela estava na Praça da Matriz (Foto: Michelly Oda/G1)
Último contato com Elzeni foi feito quando ela estava
na Praça da Matriz (Foto: Michelly Oda/G1)
Familiares confirmam o fato e contam que as agressões aconteciam com frequência. Elzeni tinha cicatrizes de facadas que teriam sido dadas pelo ex-marido, que tem 47 anos e é natural de Riacho dos Machados.
Ainda conforme o major da PM, o ex-companheiro é suspeito porque fazia ameaças constantes à vítima e foi uma das pessoas que esteve com ela pouco antes do desaparecimento.
O major Rômulo Gonçalves faz uma alerta para as mulheres que são vítimas de agressão. "Toda mulher vítima de violência doméstica, física, moral, psicológica ou patrimonial, deve registrar boletins de ocorrência e solicitar medidas protetivas, a Polícia Militar tem equipes especializadas para fazer o acompanhamento das vítimas."


No caso de Elzeni não havia nenhuma medida protetiva.

FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas leitores e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.